Publicidade

Estado de Minas

PM faz operação para reintegração de posse em obra de controle de enchentes no Barreiro

Local é destinado para intervenções da Prefeitura de BH que vão prevenir alagamentos na bacia dos córregos Túnel/Camarões


postado em 16/05/2019 08:33 / atualizado em 16/05/2019 11:37

Equipe da Prefeitura também está presente para auxiliar na remoção das famílias(foto: Polícia Militar/Divulgação)
Equipe da Prefeitura também está presente para auxiliar na remoção das famílias (foto: Polícia Militar/Divulgação)
A Polícia Militar montou uma operação especial na manhã desta quinta-feira para garantir a reintegração de posse de uma área da Prefeitura de Belo Horizonte destinada para obras de uma bacia de contenção de água da chuva na bacia dos córregos Túnel/Camarões, na Região do Barreiro.

Segundo o tenente-coronel Cássio Antônio dos Santos, comandante do 41º Batalhão, 60 militares da unidade, além de duas unidades do Batalhão de Choque e também cavalaria estão na região do Bairro Lindeia, no Barreiro, em cumprimento a uma ordem judicial que demanda a retirada de 11 famílias de uma área destinada para construção de barragem de controle de inundações.

O tenente-coronel explicou que a Prefeitura de BH já negociou com os moradores e está fazendo a mudança deles na manhã de hoje, e, portanto, não há necessidade de emprego de força ou remoção forçada.

Grande aparato da PM foi disponibilizado para acompanhar a saída dos ocupantes(foto: Polícia Militar/Divulgação)
Grande aparato da PM foi disponibilizado para acompanhar a saída dos ocupantes (foto: Polícia Militar/Divulgação)


De acordo com a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), todas as famílias saíram pacificamente e receberão bolsa aluguel no valor de R$ 500 entre maio de 2019 e abril de 2020. A obra de prevenção de enchentes na bacia Túnel/Camarões prevê a implantação de duas barragens de detenção de cheias (B1 e B2), sendo que uma delas será para conter resíduos sólidos (lixo) e a outra para regular a vazão das águas pluviais. Além disso, será feita a canalização do córrego Camarões, uma avenida Sanitária toda pavimentada e remanejamento de interceptores de esgotos.

Após o término de todos os trabalhos, será criada uma área de lazer com três quadras poliesportivas, uma pista de caminhada no entorno da barragem, uma pista de skate e academia a céu aberto.O custo da obra é de R$ 152 milhões, provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade