Publicidade

Estado de Minas

Governo de MG decide antecipar repasses para Brumadinho e Mariana

Acordo firmado entre o governador Romeu Zema e prefeitos mineiros previa início de pagamentos apenas no ano que vem


postado em 15/05/2019 18:36 / atualizado em 15/05/2019 20:14

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

O Governo de Minas anunciou, nesta quarta-feira, que vai antecipar o pagamento das parcelas dos repasses destinados a Brumadinho e Mariana. Em 4 de abril, o governador Romeu Zema (Novo) entrou em acordo com os prefeitos do estado e fixou datas para o pagamento de parcelas do ICMS, IPVA e Fundeb.

Conforme acordado inicialmente, Zema pagaria a parte que lhe cabe na dívida com os municípios mineiros (R$ 1 bilhão), em janeiro, fevereiro e março do ano que vem. Já os R$ 6 bilhões, relativos a dois anos da última gestão, seriam pagos de abril de 2020 a setembro de 2022 - um total de 30 parcelas. 

Com a decisão de antecipar os repasses, Brumadinho e Mariana começarão a  receber as primeiras parcelas ainda nesta quinta-feira (16). Depois disso, as últimas duas parcelas referentes à dívida do governo geral serão depositadas no final de junho e julho.

Com relação ao pagamento das dívidas originadas na gestão de Fernando Pimentel (PT), ao invés de ser depositado a partir de abril de 2020, ele será iniciado em agosto deste ano. Assim, o pagamento das 30 parcelas deverá ser finalizado em dezembro de 2021, nove meses antes do previsto para os demais municípios.


Veja quanto Brumadinho e Mariana receberão


Brumadinho
 
Três parcelas de R$ 1.092.873,40 cada (maio/junho/julho) - Valor referente ao atraso de janeiro de 2019
 
Trinta parcelas de R$ R$ 173.751,50 cada (a partir de agosto) - Valor referente aos atrasados da gestão anterior

Mariana
 
Três parcelas de R$ 1.666.414,81 cada (maio/junho/julho) - Valor referente ao atraso de janeiro de 2019
 
Trinta parcelas de R$ R$ 311.827,95 cada (a partir de agosto) - Valor referente aos atrasados da gestão anterior

*Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa


Publicidade