Publicidade

Estado de Minas

Onça-pintada mata galinhas e assusta aposentado em Juiz de Fora

Animal é visto na cidade da Zona da Mata desde o último dia 25 e uma operação da Universidade Federal da cidade (UFJF) tenta capturar o felino em extinção desde então


postado em 09/05/2019 21:38 / atualizado em 09/05/2019 21:41

 

Oito galinhas e um galo foram mortos pela onça-pintada que está à solta em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata mineira. O fato aconteceu no imóvel do aposentado Francisco Monteiro, morador do Bairro Parque das Torres.


“Eu pensei que era ladrão, mas quando cheguei era a pobre da onça. Não vou fazer nada com o animal porque ele está em extinção. Eu tive zelo e carinho com ela. Ela também teve carinho comigo porque ela não me agrediu. Eu meti a lanterna nela e ela saiu normalmente. Nem rosnou nem fez nada comigo”, contou o aposentado.


Segundo Francisco, o animal fugiu em direção a uma mata próxima depois do ataque. Ele disse que ficou a cerca de dois metros do felino. “É muito emocionante. Já tinha visto em jaula, no zoológico. Eu nem imaginava que existia esse bicho por aqui. Ela é linda, muito bonita. Gostaria de pegar para mostrar pro povo, para as crianças que nunca viram”, afirmou.

 

 


A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) montou uma força-tarefa para capturar a onça-pintada e resguardar a segurança do animal em extinção. Tudo é feito conforme o Plano de Ação para a Conservação da Onça-Pintada, elaborado pelo Ministério do Meio Ambiente.


O Jardim Botânico da universidade está interditado desde 25 de abril. Um dos símbolos da fauna brasileira, a onça-pintada (Panthera onca) é o maior felino das Américas. Pelo menos há 80 anos não há registro do animal na Zona da Mata, segundo estimativa do professor do Departamento de Zoologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFJF, Artur Andriolo.



Publicidade