Publicidade

Estado de Minas

Novo vídeo mostra onça-pintada no Jardim Botânico de Juiz de Fora; veja

Nesse sábado, foram encontradas pegadas do felino em uma área do parque. Durante a semana, moradores serão orientados sobre a presença do animal


postado em 28/04/2019 09:37 / atualizado em 28/04/2019 10:05

Animal foi flagrado dentro do Jardim Botânico(foto: Divulgação / UFJF)
Animal foi flagrado dentro do Jardim Botânico (foto: Divulgação / UFJF)

Um grupo de estudo composto por integrantes da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e de órgãos ambientais continuam os levantamentos para identificar os hábitos da onça-pintada (Panthera onca) que foi vista no Jardim Botânico da cidade, localizada na Zona da Mata mineira. A área verde foi interditada por causa da presença do animal. Nesse sábado, pegadas do felino foram encontradas em uma mata. Moradores do entorno foram visitados e orientados. Nesta semana, serão avaliadas as propostas sobre o que será feito em relação à presença da onça.


A aparição do animal aconteceu na noite de quinta-feira e foi filmada. No vídeo, a onça caminha ao redor da sede Administrativa, localizada a cerca de 300 metros da entrada de visitantes. A presença da onça, um dos símbolos da fauna brasileira e o maior felino das Américas, provocou o fechamento temporário do parque.

Nesse sábado, o professor do Departamento de Zoologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFJF, Artur Andriolo, e o biólogo Elildo Alves Júnior, analista ambiental do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio), fizeram um levantamento na mata do Jardim Botânico, onde encontraram pegadas do animal.



Os profissionais pretendem, neste domingo, conhecer áreas da Mata do Krambeck que não pertencem à Universidade. Além disso, vão conversar com moradores do entorno para orientar sobre os cuidados que devem ser tomados. “O objetivo é obter o maior número de dados possível, conhecer o trajeto e os hábitos do animal na área, para fundamentar as decisões que serão tomadas a respeito da presença da onça-pintada, uma espécie rara e ameaçada de extinção”, afirmou a UFJF.

Nesta segunda-feira, representantes das associações de moradores de bairros do entorno, como Santa Terezinha vão se reunir com os profissionais que fazem os levantamentos. No dia seguinte, serão analisadas
propostas sobre o que será feito em relação à presença do animal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade