Publicidade

Estado de Minas

Fiscal de ônibus é morto a tiros em avenida no Barreiro

Crime ocorreu na Avenida Perimetral, no Bairro Vila Pinho. Autor fugiu a pé, segundo a polícia


postado em 17/04/2019 08:51 / atualizado em 17/04/2019 11:22

Avenida Perimetral, no Bairro Vila Pinho(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Avenida Perimetral, no Bairro Vila Pinho (foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Um fiscal da linha 302 (Estação Diamante/Vila Pinho) morreu baleado no início da manhã desta quarta-feira no Bairro Vila Pinho, Região do Barreiro, em Belo Horizonte. 

Segundo a Polícia Militar (PM), uma testemunha contou que, pouco antes das 5h, o ônibus parou em um ponto na Avenida Perimetral para embarcar os passageiros e o fiscal, que tinha 40 anos, desceu para que as pessoas pudessem entrar no coletivo. Quando se preparava para embarcar, um homem se aproximou sem falar nada, e atirou duas vezes na cabeça da vítima. 

O homem caiu em frente a uma das portas do coletivo. Logo em seguida, o criminoso atirou outras três vezes na cabeça da vítima. Ele fugiu pela Alameda Diogo de Souza, sentido Rua Olaria do Barreiro. Ele usava calça preta, jaqueta camuflada e um boné preto, segundo a polícia apurou. Uma equipe da Polícia Civil periciou o local e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). 

Conforme a PM, há suspeita do envolvimento de um homem de 33 anos no crime, porque ele teria ameaçado o fiscal em data anterior. Esse homem estaria envolvido em uma disputa pelo controle do tráfico de drogas no bairro e seria o mandante do assassinato do fiscal. 

“A vítima não tem passagens pela polícia. A motivação do crime não tem a ver com a profissão dele”, informou o tenente Cláudio Oliveira, do 41º Batalhão. O policial informou que o serviço de inteligência do batalhão está fazendo levantamentos para prender o autor e intensificou o policiamento na região. O local onde o crime ocorreu é uma área comercial. 

A ocorrência foi encaminhada à Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan 3). 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade