Publicidade

Estado de Minas

Polícia procura detentos que fugiram do Presídio de São Joaquim de Bicas I

Quatro presos escaparam na madrugada desta segunda-feira. Comissão da OAB diz que número de agentes na unidade é insuficiente


postado em 15/04/2019 11:31 / atualizado em 15/04/2019 12:17

Secretaria de Administração Prisional de Minas Gerais divulgou fotos e nomes dos foragidos(foto: Seap/Divulgação)
Secretaria de Administração Prisional de Minas Gerais divulgou fotos e nomes dos foragidos (foto: Seap/Divulgação)


Quatro detentos com idades entre 21 e 36 anos fugiram do Presídio de São Joaquim de Bicas I, Região Metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), eles escaparam da unidade “por transposição de barreiras”. Há informações de que eles usaram uma corda feita de lençóis para escalar o muro.

“As circunstâncias das fugas ainda estão em apuração pela direção-geral da unidade prisional. De pronto será aberto um Procedimento Administrativo para apurar possíveis responsabilidades internas pelo ocorrido”, informou a pasta. 

A Seap divulgou as fotos e nomes completos dos foragidos. São eles: 

- Daniel Rubil do Santos de Oliveira, 21 anos
- Felipe Lopes de Campos, 34 anos
- Pablo Junio de Laia Pereira, 25 anos
- Wanderson Antônio Martins, 36 anos

A Seap pede que a população repasse informações sobre o paradeiro dos foragidos por meio do Disque Denúncia 181, ressaltando que a denúncia é anônima. 

Um relatório da Comissão de Assuntos Carcerários da Ordem dos Advogados do Brasil – Sessão Minas Gerais (OAB-MG) concluído em dezembro de 2018 mostra que Bicas I abriga hoje 2,4 mil detentos e tem um número de agentes insuficiente para atender a demanda. 

Segundo o presidente da comissão, Fábio Piló, a unidade tem capacidade para receber 800 presos. “Hoje a situação de Bicas é pior do que no ano passado porque o estado ainda vem colocando mais detentos, não só lá, mas nas outras unidades”, disse. 

Questionada, a Seap disse que não informa a lotação de unidades específicas e o número de servidores por razões de segurança. “Ainda neste semestre serão convocados os primeiros candidatos aprovados no Processo Seletivo Simplificado para o cargo de Agente de Segurança Penitenciário. O processo não tem status de concurso e serve apenas para contratos. Por estar em andamento, o resultado ainda não foi divulgado”, disse a Secretaria. 



Publicidade