Publicidade

Estado de Minas

Presos são transferidos de presídio de Itabirito devido a risco em barragens

A transferência dos detentos acontece nesta tarde. Ruas e avenidas ao redor do presídio, localizado no Bairro Praia. Aproximadamente 100 pessoas serão levadas para outras unidades prisionais do estado


postado em 28/03/2019 17:05 / atualizado em 28/03/2019 18:29

A transferência foi realizada nesta quinta-feira(foto: Reprodução/Google Street View)
A transferência foi realizada nesta quinta-feira (foto: Reprodução/Google Street View)

Detentos do Presídio de Itabirito, na Região Central de Minas Gerais, estão sendo transferidos, na tarde desta quinta-feira, para outras prisões. O motivo da retirada dos presos é o alerta máximo para um possível risco de rompimento das barragens Forquilhas 1 e 3, da Vale, que estão localizadas em Ouro Preto. Em caso de ruptura das estruturas, Itabirito seria atingido pela lama de rejeitos, em no máximo duas horas, segundo a Defesa Civil.

A transferência dos detentos acontece nesta tarde. Ruas e avenidas ao redor do presídio, localizado no Bairro Praia. Aproximadamente 100 pessoas serão levadas para outras unidades prisionais do estado.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública/ Administração Prisional explicou que a transferência é devido ao risco de rompimento das barragens da Vale. Por isso, “foi necessária a transferência dos 113 presos do Presídio local para unidades da região”. “Cabe destacar que a medida é preventiva, visando resguardar a vida dos detentos sob custódia da Secretaria”, finalizou.

As barragens já estavam em nível 2 desde 20 de fevereiro, o que culminou na necessidade de evacuar regiões em Ouro Preto e Nova Lima. Nessa quarta-feira, a situação dos reservatórios mudou. Passou para o nível 3 – o último da escala de risco, que significa risco iminente de ruptura. Segundo a Vale, a empresa responsável pela auditoria das barragens não atestou a estabilidade das estruturas, por isso aconteceu a alteração de status.

O em.com.br entrou em contato com a Prefeitura de Itabirito e aguarda um posicionamento sobre o caso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade