Publicidade

Estado de Minas

Feijoada e torneio de tênis promovem a solidariedade em Belo Horizonte

A final do 23º Torneio Empresarial de Tênis Estado de Minas coincidiu este ano com o Feijão Solidário, tradicional feijoada da Jornada Solidária


postado em 15/04/2019 06:00 / atualizado em 15/04/2019 07:41

Cardápio ficou por conta de Bruna Martins e Patrícia Soutto Mayor, enquanto mais de 300 se inscreveram para as disputas do tênis(foto: Marcos Vieira/EM/DA Press)
Cardápio ficou por conta de Bruna Martins e Patrícia Soutto Mayor, enquanto mais de 300 se inscreveram para as disputas do tênis (foto: Marcos Vieira/EM/DA Press)


A solidariedade foi o tempero da festa e também a grande campeã. A Jornada Solidária Estado de Minas, programa de responsabilidade social do grupo Diários Associados, uniu esporte e gastronomia para arrecadar recursos para a melhoria da estrutura de 13 creches em Belo Horizonte, beneficiando 2,8 mil crianças. A final do 23º Torneio Empresarial de Tênis Estado de Minas, que já faz parte do calendário esportivo amador da cidade, coincidiu este ano com o Feijão Solidário, tradicional feijoada do projeto. Mais de 800 pessoas participaram dos eventos, ambos com renda destinada ao programa social.


“É uma turma alegre e sempre unida. O evento já entrou para o calendário da cidade e, este ano, pela primeira vez, acontece neste lugar maravilhoso que é o Minas Náutico, em Alphaville”, observou o diretor-presidente do Estado de Minas, Álvaro Teixeira da Costa, que comemorou o sucesso de público em dia de clássico entre Atlético e Cruzeiro. “Para nós, é uma honra receber este torneio, que reúne grandes empresários em uma ação social. Certamente, será o primeiro de muitos”, disse o presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago.

A Jornada Solidária, que completa 55 anos, começou como a Jornada pelo Natal do Menor e há 15 anos se estendeu com ações pelo ano inteiro. Mais de 10 mil instituições já foram atendidas e mais de 2,5 milhões de crianças, beneficiadas. De 2005 pra cá, 35 creches foram reformadas com o dinheiro arrecadado. Este ano, os recursos serão destinados a 13 creches.

“Mexemos em toda a parte estrutural, reformando cozinhas, banheiros e dando suporte para as mudanças que forem necessárias a cada instituição”, destaca a presidente da Jornada Solidária, Nazareth Teixeira da Costa. Há dois meses estão em curso, por exemplo, as obras na cozinha da Creche Padre Francisco Moreira, no Bairro São Geraldo, na Região Leste de BH, que vai receber parte dos recursos.



Por causa das eleições e da Copa do Mundo, no ano passado o Feijão Solidário não ocorreu. A retomada foi comemorada com entusiasmo e inovação. A feijoada foi assinada pela chef Bruna Martins, do Restaurante Birosca, em parceria com o Buffet Célia Soutto Mayor. O tradicional bufê, que completa 48 anos, buscou se reinventar a partir da criatividade de Bruna, de 29 anos.

“Precisamos que as mulheres sejam mais valorizadas. Que sejam reconhecidas como chefs”, comentou Patrícia Soutto Mayor, emocionada. A parceria com Bruna, defensora do protagonismo feminino nas cozinhas, foi um prato cheio para reforçar essa luta. “As bases gastronômicas foram desenvolvidas por mulheres”, observa Bruna. A feijoada foi feita do modo tradicional e as inovações ficaram por conta das entradas, como a coxinha de carne de sol e chips de batata-doce com caponata de berinjela.

Uma corrente solidária permitiu a realização do Feijão Solidário. O supermercado EPA e a Itambé forneceram a maior parte dos insumos para o almoço. A Krug Bier ofereceu o chope, o gin era da Zuur Gin e a cachaça, da Gongo Soco. O som ficou por conta do DJ Carlo Dee e do cantor sertanejo Du Monteiro. Os móveis são da Loja das Festas e da Mais Móveis. Outras 30 empresas apoiaram as duas iniciativas.

TÊNIS O 23º Torneio Empresarial de Tênis contou com mais de 300 inscritos nas categorias feminina, masculina e mista, sempre em duplas. O evento ocorre há 23 anos ininterruptos e é o maior torneio de tênis amador empresarial do Brasil. “O torneio é sempre muito esperado, pois agrega os velhos e os novos companheiros tenistas”, reforça Ítalo Gaetani, integrante do comitê organizador. As disputas ocorreram entre os dias 3 e 14. “Aqui a gente diverte, ajuda, encontra os amigos e se confraterniza”, afirmou o empresário Joel Ayres da Motta, que frequenta o torneio há 15 anos. “O trabalho em prol das creches é muito bacana”, resumiu.


Publicidade