Publicidade

Estado de Minas

Inaugurada em 2017, rodovia apresenta depressão e traz riscos a motoristas em Minas

Problema está nas proximidades de uma ponte sobre o Rio São Francisco, na MG-429, que teve obras entregues pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG) em março do ano passado


postado em 22/03/2019 20:28

(foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)
(foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)

 

Uma depressão no Km 38 da MG-429 causa transtornos aos motoristas da Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Mensagens circulam nas redes sociais para alertar quem passa por ali sobre os riscos. Nesta semana, um carro chegou a atingir a contramão por causa do problema, que por pouco causou um acidente.


A rodovia passou por obras até outubro de 2017, feitas pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG). Na época, o órgão realizou intervenções de melhoramento e pavimentação em 45,5 quilômetros da MG-429 e da MG-176, entre os municípios de Luz e Lagoa da Prata, ambos no Centro-Oeste do estado.


Ao todo, investiu-se R$ 75,6 milhões, incluindo materiais, supervisão e desapropriações. Na ocasião, o DEER construiu uma ponte de 220 metros sobre o Rio São Francisco. A dois metros desta estrutura, está o defeito que traz riscos a quem passa pelo local.


Segundo o DEER, chuvas constantes nos últimos dias causaram um abatimento no aterro próximo à ponte. Com isso, houve uma depressão na pista de rolamento.


O órgão afirma que “já tomou as providências e a correção com massa asfáltica será feita tão logo haja estiagem”. Ainda de acordo com o Departamento, a execução das obras de correção dependem do pavimento seco, o que impede uma solução imediata.


Novamente conforme o DEER, o trecho tem sido monitorado e o tráfego flui normalmente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade