Publicidade

Estado de Minas

Arquidiocese quer transformar BH em referência nacional nas celebrações religiosas

Dom Walmor Oliveira de Azevedo pretende juntar as tradições da quaresma e semana santa com as atividades culturais. Arcebispo metropolitano acredita que isso atrairá mais turistas


postado em 15/03/2019 06:00 / atualizado em 04/04/2019 07:42

Igreja São José, no Centro da cidade, abrirá as portas para apresentações de corais e concertos durante a festividade, conforme a Arquidiocese de Belo Horizonte(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press - 26/3/16)
Igreja São José, no Centro da cidade, abrirá as portas para apresentações de corais e concertos durante a festividade, conforme a Arquidiocese de Belo Horizonte (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press - 26/3/16)


Belo Horizonte quer se transformar na Capital da Fé durante a quaresma e a semana santa. A proposta foi apresentada, ontem, pelo arcebispo metropolitano dom Walmor Oliveira de Azevedo, que planeja uma programação para juntar as tradições religiosas a atividades culturais, como os concertos nas igrejas. O primeiro deles (veja a programação) será na próxima quarta-feira, na Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, na Região Centro-Sul da capital, a cargo do Coral Puer Singers. A iniciativa de transformar a cidade num polo de visitação nesta época é inédita e vai trazer outra novidade nos dias da Paixão de Cristo: procissões conjuntas das paróquias na área central, como a de Lourdes, Boa Viagem, São José, Santo Antônio e Nossa Senhora de Fátima.

“Estamos confiantes, pois temos um grande potencial cultural, religioso e espiritual, e essa ideia foi ventilada há seis anos. Um exemplo é que, antes, Belo Horizonte não tinha nada no carnaval e depois a festa acabou pegando. Acreditamos que a iniciativa vai dinamizar o turismo, com mais movimentos nos hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais”, disse dom Walmor, lembrando que aqui vivem pessoas de todo o estado e, com a programação, terão oportunidade de participar de várias cerimônias, como em suas terras natais.

Trabalhando com o bispo auxiliar dom Geovane Luís da Silva e uma comissão específica formada para as celebrações, o arcebispo pretende fazer uma “comunhão” com as cidades histórias vizinhas – Santa Luzia, Sabará e Caeté, onde está o Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas, vinculadas à Arquidiocese de BH – para encaixar as programações e oferecer aos moradores e turistas várias opções durante o tempo quaresmal e a semana santa. O objetivo também é criar um roteiro incluindo outras paróquias de BH, como o Santuário São Paulo da Cruz, na Região do Barreiro, onde há celebrações muito bonitas e com grande participação popular.

A próxima reunião do grupo será na próxima semana e, até lá, dom Walmor espera ter formalizado parcerias com a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), Secretaria de Estado da Cultura e outras instituições de apoio. Uma das vertentes culturais está na apresentação de bandas de música em praças públicas, sempre com músicas sacras. Presente à reunião e um dos organizadores da programação de procissões e concertos, o padre Flávio Campos, vigário paroquial da Igreja São José, no Centro, explicou que, além de oferecer programas culturais de qualidade, com corais da capital, trata-se também de um trabalho de evangelização.

RAMOS A abertura da programação da semana santa será na manhã do domingo de ramos, com cerimônia no Santuário Diocesano de Adoração Perpétua/Nossa Senhora da Boa Viagem. “Vamos ter procissões saindo das cinco igrejas, num horário que coincida com a chegada à Boa Viagem às 8h30, disse padre Flávio. Já na quarta-feira, haverá a procissão do encontro, com a imagem de Nosso Senhor dos Passos saindo da São José e a da Nossa Senhora, da Igreja de Lourdes, para encontro e sermão na Boa Viagem.

A cerimônia de lava-pés, tradicional da quinta-feira santa, será realizada em cada paróquia e, na sexta-feira da paixão, será a vez da via-sacra, com quadros, na Praça da Liberdade, seguindo-se da procissão do Senhor Morto até a Boa Viagem. No sábado, a vigília pascal será realizadas nas paróquias, com celebração nas paróquias e na São José, às 19h.

 

Programação

 


CONCERTOS NAS IGREJAS

Março
» Dia 20, às 19h, na Igreja de Lourdes – Coral Puer Singers
» Dia 24, às 19h, na Igreja de Lourdes – Coral Angelus
» Dia 25 (horário a definir), na Igreja do Rosário – Coral Todo Mundo

Abril
» Dia 3, às 18h, na Igreja da Boa Viagem – Coral Angelus
» Dia 7, às 20h, na Igreja São José – Mater Ecclesiae
» Dia 10, às 20h, na Igreja Nossa Senhora de Fátima – Camerata Lux
» Dia 22, às 20h, na Igreja São José – Banda da Polícia Militar de Minas
Gerais – Coral Ensaio Aberto

SEMANA SANTA

Abril
» Dia 14, domingo de ramos – Procissão das paróquias em direção à Igreja São José, no Centro, com missa às 8h30
» Dia 17, procissão e sermão do encontro – Missa às 18h, com saída da imagem de Nosso Senhor dos Passos da Igreja São José e a Nossa Senhora da Igreja de Lourdes. O encontro está programado para as 19h30
» Dia 19, sexta-feira da Paixão, às 19h30 – Via-sacra na Praça da Liberdade, seguindo a procissão em direção à Igreja da Boa Viagem
» Dia 21, às 19h, na Igreja São José – Procissão eucarística em direção
à Igreja Boa Viagem

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade