Publicidade

Estado de Minas

Empresa que pegou fogo em BH não tinha auto de vistoria do Corpo de Bombeiros

A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros nesta segunda-feira. Militares ainda trabalham no imóvel que foi atingido pelas chamas


postado em 11/03/2019 16:50 / atualizado em 11/03/2019 17:24

Chamas atingiram a empresa nesse domingo no Bairro Prado(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Chamas atingiram a empresa nesse domingo no Bairro Prado (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)

O trabalho do Corpo de Bombeiros continua na Ematex Têxtil, empresa que pegou fogo na Avenida Tereza Cristina, 445, Bairro Prado, Região Oeste de Belo Horizonte. Os militares ainda seguem no rescaldo das chamas. As causas do incêndio ainda serão apuradas. A corporação informou que a empresa não possui Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

Técnicos da Defesa Civil estiveram em imóveis vizinhos à empresa durante a vistoria. Nenhum risco foi constatado. A estrutura destruída pelo fogo ainda não foi visitada por funcionários do órgão. Isso só será feito após o fim dos trabalhos do Corpo de Bombeiros.

As chamas se espalharam rapidamente pelo imóvel por volta das 8h desse domingo. Uma cortina de fumaça proveniente dos materiais pôde ser vista de diferentes regiões de Belo Horizonte. De acordo com um dos funcionários do grupo Ematex, o local que pegou fogo não é uma fábrica, mas sim uma loja atacadista que comercializa tecidos planos para atender a indústria da confecção. A fábrica onde os tecidos são produzidos fica em Ribeirão das Neves, na Grande BH.

Durante o incêndio, uma parte do teto de um dos setores da loja chegou a desabar no momento em que um grupo de pelo menos quatro bombeiros combatia o fogo. Um deles, que é sargento, foi encaminhado para o Hospital Vera Cruz por um problema no ombro em decorrência do desabamento.

O fogo teria sido percebido por um vigia do local. Ninguém ficou ferido. Muitas pessoas, que aparentam ser funcionários da empresa, ficaram completamente desoladas com o tamanho da destruição, chegando a chorar bastante. A situação gerou uma corrida de trabalhadores tentando salvar todo o tipo de documentos da área administrativa.

Trânsito


As vias laterais do Viaduto Itamar Franco e da Avenida Tereza Cristina continuam interditadas por causa do trabalho do Corpo de Bombeiros. Por causa disso, o trânsito ficou lento nesta manhã no trecho. As linhas 34 (Estação Barreiro/Via Expressa), 4033 (Camargos/Centro), 8405 (Palmares/Bela Vista), 9410 (Sagrada Família/Coração Eucarístico) e 9412 (Conjunto Taquaril/Padre Eustáquio) não tiveram os itinerários modificados, mas são monitoradas pela empresa de trânsito.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade