Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil busca elementos para esclarecer morte de adolescente na Av. Afonso Pena

Robson Soares da Silva, de 16 anos estava desaparecido desde a última terça-feira. O corpo dele foi encontrado na madrugada de quarta-feira no Centro de Belo Horizonte


postado em 07/03/2019 16:28 / atualizado em 07/03/2019 16:34

Corpo do adolescente foi enterrado nesta quinta-feira em Lagoa Santa(foto: (foto: Reprodução/WhatsApp))
Corpo do adolescente foi enterrado nesta quinta-feira em Lagoa Santa (foto: (foto: Reprodução/WhatsApp))

Equipes do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP) estão nas ruas para encontrar elementos que possam ajudar a esclarecer a morte do adolescente Robson Soares da Silva, de 16 anos, no Centro de Belo Horizonte. O garoto estava desaparecido desde a última terça-feira. O corpo dele foi encontrado na madrugada de quarta-feira na Avenida Afonso Pena. Testemunhas relataram que ele se envolveu em uma confusão e que teve pertences pessoais roubados. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. Laudos que podem identificar as causas da morte são aguardados.

Segundo familiares do adolescente, ele veio à capital no sábado, acompanhado de outros cinco amigos. O grupo ficou hospedado no apartamento, que pertence à avó materna dele, no Bairro Grajaú, Região Oeste de BH. Ele foi visto, pela última vez, na noite da terça.

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, um amigo de Robson informou que eles voltaram para casa, depois de participarem de uma festa de carnaval, por volta das 23h de terça-feira. Os dois foram dormir, por volta de 23h30. O menino conta que levantou durante a madrugada e foi dormir em outro cômodo. Disse, ainda, que não notou se Robson estava no quarto.

No registro policial, o garoto contou que se levantou 11h da quarta-feira e foi até o quarto onde viu Robson pela última vez. Porém, não o encontrou. Relatou, também, que tentou ligar no celular do colega, mas estava desligado. Documentos de Róbson foram encontrados no cômodo. Os dois voltariam para Lagoa Santa, na Grande BH, onde moram, naquele dia.

Segundo a PM, a morte do adolescente foi registrada por volta de 1h. Testemunhas acionaram a corporação dizendo que aconteceu uma briga generalizada na Avenida Afonso Pena, próximo ao número 550. A vítima foi encontrada caída no chão. Médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constataram a morte do garoto.

As testemunhas informaram que o garoto, durante a confusão, bateu a cabeça no chão e ficou desacordado. Os outros autores levaram pertences da vítima antes de fugirem. O adolescente foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) sem identificação. O corpo foi reconhecido por parentes na manhã desta quinta-feira. Segundo a PM, câmeras de segurança podem ter flagrado o crime.

Despedida


O corpo do adolescente foi velado no Velório Municipal de Lagoa Santa e sepultado no cemitério local. O Colégio Chromos, unidade de Lagoa Santa, suspendeu as aulas no turno da manhã de hoje e as provas previstas para o turno da tarde. Em nota oficial o colégio manifestou “profundo pesar pelo falecimento do aluno Robson Soares da Silva, que cursava a segunda série do Ensino Médio na unidade Lagoa Santa”.

Muito abalada, a diretora da escola, Cristina Detomi, que é amiga da família, disse que Robson foi seu aluno desde o ensino infantil: “Estou sem chão, assim que soube de seu desaparecimento senti um calafrio. Eu acompanhei toda sua trajetória escolar. Ele era um menino muito dedicado e pró-ativo, inteligente e bastante interativo com seus colegas. Estamos muito abalados. Encontrei com os pais dele na segunda-feira de carnaval e estavam muito bem.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade