Publicidade

Estado de Minas

Moradores de Brumadinho homenageiam bombeiros com entrega de medalha

Associação do Córrego do Feijão agradece militares pelo trabalho de buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale


postado em 28/02/2019 18:08 / atualizado em 28/02/2019 20:55

Segundo o vice-presidente da associação, os bombeiros ficaram muito gratos e surpresos durante a entrega das medalhas(foto: Associação Comunitária do Córrego do Feijão)
Segundo o vice-presidente da associação, os bombeiros ficaram muito gratos e surpresos durante a entrega das medalhas (foto: Associação Comunitária do Córrego do Feijão)

“Maior mérito a eles é pouco.” É assim que o vice-presidente da Associação Comunitária do Córrego do Feijão, Luciano de Oliveira Lopes, descreve a homenagem realizada na manhã desta quinta-feira ao Corpo de Bombeiros Militar.

A comunidade se uniu para fazer entrega de medalhas para bombeiros que atuam no resgate das vítimas do rompimento da barragem 1, da mina do Córrego do Feijão, ocorrido em 25 de janeiro de 2019.

Para moradores da comunidade, a entrega do objeto é uma forma de agradecimento pelo trabalho árduo exercido até o momento. “A corporação está com salário atrasado e mesmo assim estão deixando suas famílias e fazendo o que realmente o Corpo de Bombeiros tem que fazer”, disse Luciano.
Segundo o vice-presidente da associação, os bombeiros ficaram muito gratos e surpresos durante a entrega das medalhas(foto: Associação Comunitária do Córrego do Feijão)
Segundo o vice-presidente da associação, os bombeiros ficaram muito gratos e surpresos durante a entrega das medalhas (foto: Associação Comunitária do Córrego do Feijão)
Segundo o vice-presidente, os bombeiros mantém um bom relacionamento com os moradores e isso ajuda no reconhecimento do trabalho. “Eles são ótimos para a comunidade. Tudo que se fizer pra eles é pouco pelo que eles fazem. Só Deus pra poder cobrir eles”, disse Luciano

Medalha entregue aos bombeiros pela Associação Comunitária do Córrego do Feijão em homenagem pelos trabalhos de buscas das vítimas do rompimento da barragem(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Medalha entregue aos bombeiros pela Associação Comunitária do Córrego do Feijão em homenagem pelos trabalhos de buscas das vítimas do rompimento da barragem (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
A confecção das medalhas foi ideia da presidente da Associação, Eva Lúcia Barbosa, que recebeu uma doação anônima e resolveu homenagear os militares. Segundo Luciano, os bombeiros ficaram muito gratos e surpresos durante a entrega. “Medalha é uma das premiações que eles mais gostam”, afirmou.

Buscas continuam

Equipes do Corpo de Bombeiros continuam as buscas em 15 frentes de trabalho. As ações acontecem na área de remanso, nas proximidades do centro administrativo da mineradora e no pátio da Sotreq.  “Considerando o tempo instável e desfavorável para uso dos drones, a operação segue com maior força nas escavações via maquinário pesado”, informou a corporação. 

Ao todo, 111 militares do Corpo de Bombeiros e 13 de outros estados participam da operação. Eles contam com a ajuda de 62 máquinas pesadas que fazem a escavação e a retirada de estruturas metálicas que são encontradas em meio a lama. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, as operações não serão prejudicadas no carnaval, mesmo com reforço de efetivo em várias cidades do estado. 

Já foram identificadas 186 vítimas. Outras 122 pessoas continuam desaparecidas.
 

*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade