Publicidade

Estado de Minas

Bancário é feito refém em agência na Av. Waldomiro Lobo

Pais e namorada do funcionário teriam sido levado por sequestradores. Ele foi encontrado dentro da agência com falsos explosivos presos ao corpo


postado em 20/02/2019 12:46 / atualizado em 20/02/2019 16:18



Uma ocorrência envolvendo um gerente mobiliza policiais nesta quarta-feira em uma agência do Banco do Brasil no Bairro Guarani, Região Norte de Belo Horizonte. 

A polícia foi chamada por volta das 10h10. O bancário teria sido vítima da modalidade conhecida como “crime do sapatinho”, em que funcionários de agências e familiares são feitos reféns para extorsão. 

Segundo as primeiras informações da Polícia Militar (PM), os pais e a namorada do bancário estariam sequestrados. Já ele foi localizado isolado em uma sala da agência, na Avenida Waldomiro Lobo. 

(foto: Polícia Militar/Divulgação)
(foto: Polícia Militar/Divulgação)


Inicialmente, a informação é de que ele estava com uma carga de explosivos presa ao corpo, mas o Batalhão de Operações Especiais (Bope) esteve no local e detectou que eram apenas simulacros. A ação assustou as pessoas que passavam pela região no fim da manhã, onde era grande a movimentação de viaturas. 
 

Equipes do Departamento de Operações Especiais (Deoesp) conseguiram colocar fim ao sequestro e libertou os familiares do bancário. Um homem suspeito acabou preso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade