Publicidade

Estado de Minas

Defesa Civil emite alerta para risco de inundação em diversos pontos de BH

Regiões da Pampulha, Barreiro, Oeste, Nordeste e Venda Nova têm pontos críticos na noite desta quinta-feira (25); em outubro, chuva está acima da média histórica


postado em 25/10/2018 20:49 / atualizado em 25/10/2018 22:24

Mais cedo, o temporal derrubou uma árvore na Avenida Antônio Carlos e prejudicou o trânsito no sentido Centro de BH(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Mais cedo, o temporal derrubou uma árvore na Avenida Antônio Carlos e prejudicou o trânsito no sentido Centro de BH (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

A chuva intensa na noite desta quinta-feira (25) fez com que a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil (Supdec) ligasse o sinal de alerta em diversos pontos diferentes da capital mineira. A Avenida Tereza Cristina, historicamente prejudicada pela chuva, apresenta risco de inundação desde o cruzamento com a Avenida Presidente Castelo Branco até o Anel Rodoviário. O local é atingido pelas cheias do Ribeirão Arrudas.


(foto: Divulgação/ Defesa Civil)
(foto: Divulgação/ Defesa Civil)
A mesma situação é vista no Bairro Alípio de Melo, na Pampulha. Há ameaça de alagamentos nos cruzamentos das ruas Jacques de Morais e Real Madrid e da avenida Heráclito Mourão Miranda com a Rua Tocantins. A região é cercada pelos córregos dos Coqueiros e Ressaca.


Ainda na Pampulha, porém nos bairros Paquetá, Santa Terezinha e Ouro Preto, preocupação com os córregos Ressaca e Flor D'água. Segundo a Defesa Civil, é necessário evitar trafegar pelas avenidas Atlântida, Presidente Tancredo Neves, Santa Terezinha e Antônio Augusto da Silva.


(foto: Divulgação/ Defesa Civil)
(foto: Divulgação/ Defesa Civil)
Chuvas na região Oeste também representam atenção para a Defesa Civil e para os moradores de BH. O alerta vale para o Bairro Industrial, nas avenidas Palestina, do Canal e, mais uma vez, na Tereza Cristina.


(foto: Divulgação/ Defesa Civil)
(foto: Divulgação/ Defesa Civil)
Já em Venda Nova, as barreiras quanto à pluviosidade aparecem nos bairros Jardim dos Comerciários e Mantiqueira. No primeiro, o risco de inundação é percebido nas avenidas Liege, Joaquim Pereira, C e Abolição.


No Mantiqueira há risco de transbordamento dos córregos Brejo do Quaresma, Bezerra e Lagoinha. É aconselhável evitar as proximidades das praças Maria Vilas Boas e Geraldo de Araújo e Silva.


O Nordeste da capital apresenta ameaça de inundação no córrego Gorduras, no Bairro Maria Goretti. O ponto também ficou perto de alagar na primeira pancada de chuvas desta quinta, entre o fim da tarde e o início da noite.


Apesar da ameaça, segundo a Defesa Civil há tendência de estabilização e declínio do nível dos córregos nos próximos 45 minutos. Ainda de acordo com o órgão, a região mais atingida pelas chuvas desta tarde e noite foi a Noroeste, onde caíram 67,2 milímetros de pluviosidade. 

 

Confira o acumulado de chuva (mm) por regional até 21h30 de quinta-feira (25):


Barreiro -  52,4

Centro Sul - 62

Leste - 51,8

Nordeste - 63,6

Noroeste - 67,2

Norte - 63,4

Oeste - 55

Pampulha - 42,8

Venda Nova - 42,6

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade