Publicidade

Estado de Minas

Mulher ateia fogo em Prefeitura de Alvinópolis

Ela teria ficado chateada com um suposto mal atendimento que recebeu da administração. Segundo a PM, ela sofre de problemas psicológicos


postado em 25/10/2018 19:35 / atualizado em 25/10/2018 19:52

(foto: Reprodução/Google Street View)
(foto: Reprodução/Google Street View)
Uma mulher de 44 anos foi presa após atear fogo na sede Prefeitura de Alvinópolis, Região Central de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira. Joseane Cristina de Lima teria alegado que cometeu o crime por ter sido mal atendida por um funcionário da administração municipal.

Segundo a Polícia Militar, agentes chegaram ao local por volta das 12h30. Lá, testemunhas disseram que a mulher entrou na prefeitura pedindo ajuda e, após o atendimento, teria saído do local. Porém, Joseane teria voltado algum tempo depois com uma garrafa de álcool na mão e ateado fogo no sofá do hall de espera do segundo andar da sede. As chamas se alastraram pelo local, chegando a queimar vários objetos pertencentes à prefeitura. Pessoas que passavam no local ajudaram no controle do incêndio.

Ainda de acordo com a PM, a mulher confessou o crime, alegando ter sido mal atendida após pedir ajuda financeira à administração. Após o indeferimento, ela teria ido a um estabelecimento e comprado o álcool utilizado no crime.

Conforme a corporação, Joseane de Lima fazia tratamento psicológico oferecido pelo município, sendo que, na noite anterior, ela teria realizado a consulta.

No local, havia cerca de 30 pessoas, que saíram correndo ao perceberem os planos da suspeita; nenhuma se feriu. No entanto, a Polícia Militar informou que, com o incêndio, dois sofás foram queimados, além da danificação de uma caixa de distribuição de energia e de internet. A mulher foi levada para a delegacia de Alvinópolis.

O Estado de Minas não conseguiu contato com a Prefeitura de Alvinópolis

* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade