Publicidade

Estado de Minas

Homem é expulso de bar por assediar mulheres, volta e mata cliente na Grande BH

Testemunhas contaram que o autor do crime, Marcelo Domingos, foi expulso do estabelecimento por assediar mulheres no local. Ele retornou ao imóvel e esfaqueou Rafael Tabare Ramos, que havia ajudado a retirá-lo


postado em 14/10/2018 08:13

Uma noite de diversão terminou em tragédia na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um homem de 28 anos foi assassinado por outro de 61 dentro de um bar em Esmeraldas. Testemunhas contaram que o autor do crime, Marcelo Domingos, foi expulso do estabelecimento por assediar mulheres no local. Ele retornou ao imóvel e esfaqueou Rafael Tabare Ramos, que havia ajudado a retirá-lo. O assassino foi preso horas depois dormindo na varanda de uma casa.

O crime aconteceu por volta das 2h30 no Delmas Bar, localizado no Bairro Vale Bom Jesus. De acordo com a Polícia Militar (PM), testemunhas contaram que Rafael estava no estabelecimento junto com amigos consumindo bebidas alcoólicas. Marcelo também estava presente no local.

Pessoas que presenciaram o homicídio, contaram que Marcelo começou a assediar algumas mulheres no bar. O dono do estabelecimento, insatisfeito com a atitude do cliente, pediu para ele se retirar do local. Rafael ajudou o proprietário a expulsar o homem. Antes de ir embora, Marcelo ameaçou os dois dizendo que voltaria.

Pouco tempo depois, ele retornou ao bar armado com uma faca e deu um golpe no peito de Rafael. Populares tentaram conter o autor, que conseguiu fugir. Alguns clientes socorreram a vítima. Porém, quando estavam no pedágio de Capim Branco, na BR-040, Rafael não resistiu aos ferimentos. A morte foi confirmada por uma equipe da Via 040, concessionária responsável pela rodovia.

A PM conseguiu, com auxilio de populares, a localizar o endereço do autor do crime. Quando chegaram no imóvel, encontraram Marcelo dormindo na varanda da casa. O homem estava com ferimentos e sangramentos pelo corpo. Por causa disso, foi levado até o Hospital São Judas Tadeu, onde recebeu atendimento. Em seguida, foi levado para a delegacia de plantão de Ribeirão das Neves. A arma usada no crime não foi encontrada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade