Publicidade

Estado de Minas

Idoso mata esposa três dias após ser liberado da prisão

Homem havia sido preso por agressão na última quarta-feira. Mulher tinha medida protetiva


postado em 03/10/2018 17:46 / atualizado em 03/10/2018 18:38

Um idoso de 62 anos matou a esposa e depois suicidou nesta quarta-feira, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Na última quarta-feira, o homem havia sido preso por agredir e ameaçar a esposa de morte, pois não aceitava o pedido de separação. No último domingo, ele foi posto em liberdade e retornou para a casa da vítima.

Eliseu Barbosa da Silva fugiu logo após balear a própria esposa, Delci Pardinho da Silva. Ela foi atingida no braço direito e na cabeça. Ao chegar ao local, a Polícia Militar (PM) socorreu a vítima até o pronto-socorro da Universidade Federal de Uberlândia.

Após informações de que o homem teria fugido em um veículo Celta preto, sentido a rodovia no Bairro Morada Nova, a Polícia Militar iniciou o patrulhamento na tentativa de localizar o criminoso. Quando chegaram ao pátio do Posto de Combustíveis na BR-497, testemunhas comunicaram à PM que uma pessoa havia acabado de tentar suicídio. Ao chegarem ao local, os militares identificaram o homem como esposo de Delci.

Segundo os policiais, o homem estava sangrando muito, mas ainda apresentava sinais de vida. Ele havia atirado contra si no peito e na cabeça, e também foi socorrido até o pronto-socorro da Universidade Federal de Uberlândia.

De acordo com o boletim de ocorrência, o médico que atendeu o casal confirmou que ambos tiveram morte cerebral irreversível.

O carro do suspeito foi recolhido ao pátio de veículos. O revólver calibre 32 utilizado por Eliseu estava com numeração raspada e foi apreendido juntamente com cinco munições intactas e duas deflagradas.

Segundo a Polícia Militar, a vítima tinha medida protetiva, em que constava que Eliseu deveria manter distância de no mínimo 300 metros de Delci.
 
 
*Sob supervisão da subeditora Ellen Cristie 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade