Publicidade

Estado de Minas

Dupla bate carro roubado e um deles morre carbonizado no Anel Rodoviário

Segundo a PM, criminosos fugiram com carro roubado de uma mulher no Bairro Castelo ontem. Durante a fuga, veículo bateu em uma árvore


postado em 12/09/2018 09:47 / atualizado em 12/09/2018 14:59



Um assalto ocorrido no Bairro Castelo, na Região da Pampulha, terminou com um criminoso preso e outro morto na noite de terça-feira. Segundo a Polícia Militar (PM), enquanto fugiam com um carro roubado, eles bateram em uma árvore e o veículo pegou fogo logo em seguida. O sobrevivente foi internado em um hospital. 

O crime foi comunicado à PM por volta das 21h. A vítima, uma mulher de 29 anos, disse que estava na Rua Cecília Fonseca Coutinho quando foi abordada por dois homens, um deles armado, que anunciou o roubo. Eles fugiram levando a Saveiro prata e outros pertences da vítima. 

O carro foi avistado pela polícia no Anel Rodoviário, sentido Belvedere. Uma viatura passou a acompanhar o veículo e os policiais deram ordem de parada e acionaram a sirene. No entanto, o assaltante aumentou a velocidade, colocando em risco os motoristas que transitavam pela via. 

Conforme a PM, a fuga ainda continuou por mais sete quilômetros até que, ao tentar acessar a pista marginal no km 539, o motorista bateu na árvore e o veículo pegou fogo imediatamente.

Policiais conseguiram retirar o motorista, mas o outro homem ficou preso às ferragens(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
Policiais conseguiram retirar o motorista, mas o outro homem ficou preso às ferragens (foto: Reprodução da internet/WhatsApp)


Os policiais conseguiram retirar o condutor, identificado como Jhonatan Luan Alves Firmino, de 21 anos, mas o outro homem estava desmaiado e preso às ferragens. Como as chamas estavam altas e havia risco de explosão, os militares não conseguiram retirá-lo. O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar o incêndio, que destruiu todo o veículo.

O corpo do suspeito foi carbonizado. De acordo com a PM, ele seria um homem de 30 anos, mas a identificação só será confirmada por meio de exame de DNA. A vítima do assalto reconheceu Jhonatan, segundo os policiais. Com fraturas e escoriações, ele foi internado no Hospital Odilon Behrens, na Região Noroeste de BH. A arma que teria sido usada no crime não foi encontrada. A ocorrência foi encaminhada ao Detran. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade