Publicidade

Estado de Minas

Militar de folga reage a assalto, matando um e ferindo dois com 14 disparos

O policial estava retornando do Bairro Chácaras, em Contagem, para Belo Horizonte, quando disse ter sido perseguido e fechado por assaltantes armados que chegaram a anunciar o assalto


postado em 21/07/2018 14:18 / atualizado em 21/07/2018 14:56

Uno onde estavam os três suspeitos precisou ser cortado pelos bombeiros para remover morto(foto: Divulgação/PMMG)
Uno onde estavam os três suspeitos precisou ser cortado pelos bombeiros para remover morto (foto: Divulgação/PMMG)
Uma perseguição pelas ruas de BH e Contagem e tentativa de roubo ao veículo de um policial militar de folga terminou com três suspeitos baleados, na madrugada de hoje (21). Um deles morreu com quatro tiros e os outros dois estão internados em hospitais das cidades. Os sobreviventes confessaram o crime, de acordo com a ocorrência policial.

Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 2h40, o militar de folga fazia o trajeto do Bairro Chácaras, em Contagem, para o Bairro Serrano, na Região Noroeste de BH, quando percebeu que um automóvel Uno o estava seguindo. O veículo suspeito teria acionado os faróis altos algumas vezes durante o trajeto e tentado ultrapassar o militar, que fechou por várias vezes a passagem do automóvel.

Quando entrou na Avenida Abílio Machado, no Serrano, que é uma via mais larga, o policial tentou abrir caminho para ver se o Uno desistia, mas o veículo acelerou e depois de passar pelo veículo perseguido, fechou o policial. Pelo relato do militar, Fábio Augusto Correia de Oliveira, de 20 anos, teria saído do veículo armado e anunciado o assalto. Em resposta, o militar sacou sua pistola calibre .40, pertencente à corporação, e desferiu pelo menos 14 tiros contra o suspeito.

Sob o fogo do policial de serviço, o suspeito entrou correndo no carro, que saiu em disparada. Segundo a ocorrência, o policial buscou abrigo e ligou para o telefone de emergência 190 para pedir apoio.

Militares do 36º Batalhão (Santa Teresa) responderam ao chamado e encontraram o veículo suspeito batido contra um muro a 300 metros do local do crime. Dentro do carro, foi achado o corpo do motorista, Alan Gomes de Oliveira, de 19 anos. Ele tinha levado quatro tiros e estava preso às ferragens, sendo necessário acionar os Bombeiros para desencarcerar o morto.

A PM continuou vasculhando a região e se deparou com testemunhas que afirmaram ter dado socorro a duas pessoas feridas a bala. Um deles era Fábio Augusto. Ele tinha sido atingido por cinco disparos, sendo dois no tórax, dois no quadril e um no dedo do pé. Foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Ressaca e depois transferido para o Hospital Municipal de Contagem, onde a PM aguarda sua alta para efetuar a prisão.

Outra testemunha disse ter ajudado uma adolescente de 17 anos, que tinha sido ferida por três disparos, foi levada por essa pessoa até a UPA Santa Teresinha, mas depois foi transferida para o Pronto-Socorro do Hospital Municipal Odilom Behrens, onde, segundo a PM, aguarda ser estabilizada por cerca de três dias para em seguida poder passar por cirurgia.

O suspeito que morreu tinha longa ficha criminal, com passagens por roubo, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Alan também tinha passagens anteriores, mas a PM não soube especificar por quais crimes. O militar que reagiu seguiu os procedimentos de praxe, entregando sua arma para o 34° Batalhão, onde ficará à disposição da Justiça. Um procedimento também foi aberto na corregedoria da corporação para apurar se a reação do militar correspondeu à situação enfrentada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade