Publicidade

Estado de Minas

Frentista morre atropelado ao fugir de assaltante na BR-050

Funcionários foram surpreendidos por homem armado e correram, mas um deles foi atingido por um carro ao atravessar a rodovia. Suspeito fugiu


postado em 20/07/2018 09:54 / atualizado em 20/07/2018 11:29

Depois da perícia, o corpo do frentista foi levado para o Instituto Médico Legal de Uberaba(foto: PRF/Divulgação)
Depois da perícia, o corpo do frentista foi levado para o Instituto Médico Legal de Uberaba (foto: PRF/Divulgação)

Um frentista de um posto de combustíveis às margens da BR-050, em Delta, no Triângulo Mineiro, morreu atropelado enquanto fugia de uma tentativa de assalto na noite dessa quinta-feira. O suspeito conseguiu escapar e não foi localizado.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Uberaba, que atende a região, o crime ocorreu por volta das 19h, quando havia pouca movimentação de clientes no estabelecimento, que fica no km 201. Dois frentistas conversavam com uma terceira pessoa e ela os alertou ao ver um homem armado se aproximar. 

Nesse momento, houve correria. Um dos frentistas foi pelo acostamento, mas segundo a PRF, o funcionário identificado como Pedro Magalhães Pinsfelt, de 45 anos, atravessou a rodovia. Ao passar pela primeira faixa, ele tropeçou na mureta e caiu do outro lado, sendo atingido por um carro que seguia em direção a Uberaba. O frentista morreu na hora. 

Segundo a PRF, o posto de combustível já havia sido assaltado outras vezes e a suspeita é de que o homem armado seguiria para os caixas, que ficam em uma parte mais baixa do posto com cobertura de câmeras de segurança. Os frentistas estavam em uma área mais próxima à rodovia. Assim, os equipamentos não teriam registrado a movimentação. A PRF repassou o caso à Polícia Civil para investigar a tentativa de assalto. Após o atropelamento, o suspeito fugiu a pé, segundo os policiais. 

Depois da perícia, o corpo do frentista foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Uberaba. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade