Publicidade

Estado de Minas

Operação contra o tráfico no Morro do Papagaio termina com 22 presos

Polícia identificou quadrilha que agia no comércio de drogas no aglomerado da Região Centro-Sul de BH. Líderes ostentavam riqueza incompatível com a realidade em que viviam


postado em 19/07/2018 12:54 / atualizado em 19/07/2018 12:59

Delegada Cristiana Angelini disse que há reincidentes entre os alvos dos mandados de prisão(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
Delegada Cristiana Angelini disse que há reincidentes entre os alvos dos mandados de prisão (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)

Vinte e duas pessoas presas. Este foi o saldo das investigações da Polícia Civil sobre um grupo criminoso que atuava no tráfico de drogas do Morro do Papagaio, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Os líderes, segundo a corporação, ostentavam uma vida incompatível com a realidade financeira deles e ainda usavam vizinhos e moradores para esconder as drogas. As apurações levaram à Operação Elba, realizada na manhã desta quinta-feira, quando vinte pessoas foram presas. As outras duas já haviam sido detidas na semana passada. 

Ao todo, foram expedidos 24 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão. A quadrilha atuava na região do chamado Beco do Galope. “Essa gangue começou com dois irmãos que começaram a trafica drogas, e esses irmãos expandiram esse comércio ilícito e angariam outras pessoas, pessoas de bem, cidadãos comuns”, explicou a delegada Cristiana Angelini, responsável pela operação.

Policiais chegaram cedo ao Morro do Papagaio. Operação também teve apoio da PM(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
Policiais chegaram cedo ao Morro do Papagaio. Operação também teve apoio da PM (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)


“Usavam também vizinhos para armazenar drogas nas residências para não deixar essas substâncias ilícitas nas residências dos próprios alvos (da operação). Temos relatos de vizinhos e pessoas de bem que eram obrigadas a guardar esse tipo de drogas”, ressaltou. A delegada disse que também há pessoas que escondiam as drogas em troca de aluguel e o envolvimento delas será apurado. Entre os presos também há reincidentes que já haviam sido presos em outras ocasiões pela equipe da 1ª Delegacia Sul. 

Os irmãos foram identificados como Gabriel Hugo Marciano, de 22 anos, e Fábio Henrique Marciano, de 26. Eles seriam responsáveis pela organização criminosa no aglomerado. Também foi preso Júlio Martins, 23 anos, considerado o principal distribuidor e drogas para o local. 

(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)


“Esperamos um impacto positivo para a segurança da população ordeira que trabalha na região e reside também”, disse Cristiana Angelini. Armas e drogas foram apreendidas durante a ação que contou com 90 homens e também teve apoio da Polícia Militar. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade