Publicidade

Estado de Minas

Mulher é presa após espancar a filha que brincava com maquiagem

A autora das agressões acabou presa em flagrante por lesão corporal. A criança ficou, provisoriamente, sob a responsabilidade da tia. O crime aconteceu em Patos de Minas, na Região do Alto Paranaíba


postado em 17/07/2018 14:12 / atualizado em 17/07/2018 14:36

A revolta com as brincadeiras da filha levou uma mulher tomar uma atitude extrema. Ela espancou a menina de 6 anos depois que a pegou mexendo em maquiagens. A garota foi agredida com socos, chineladas e chegou a ser sufocada com uma almofada. A autora das agressões acabou presa em flagrante por lesão corporal. A criança ficou, provisoriamente, sob a responsabilidade da tia. O crime aconteceu em Patos de Minas, na Região do Alto Paranaíba.

A Polícia Militar (PM) foi acionada por conselheiros tutelares por volta das 20h30 dessa segunda-feira. Eles afirmaram aos militares que a mãe castigou a filha de uma forma excessiva com agressões. A menina sofreu hematomas nos braços, ombros, coxa direita, nas costas e nos olhos devido a violência.

Ao ser questionada pelos policiais, na presença dos conselheiros tutelares, a garota informou que brincava com as maquiagens, quando a mãe pegou uma sandália e desferiu diversos golpes em todo o seu corpo. Em seguida, segundo o depoimento da menina à PM, desferiu um soco na barriga da garota.

As agressões continuaram. A garota relatou que depois do soco, a mãe pegou uma almofada e tentou sufocá-la para abafar o seu choro. Enquanto isso, a mulher teria dito a ela: “Eu não gosto de você. Vou te matar”, segundo a menina.

A mãe da criança também foi entrevistada pelos policiais e confirmou as agressões. Segundo a PM, a mulher disse que a filha é hiperativa, e que na segunda-feira saiu duas vezes de casa sem falar nada e foi para casa de amigas. Relatou que quando ela retornou, ficou nervosa e a agrediu. Disse, ainda, que não tinha a intenção de machucá-la.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade