Publicidade

Estado de Minas

Motorista de ônibus evitou tragédia maior na BR-251, diz polícia

Condutor do coletivo, que no domingo passou pela rodovia e percebeu a carreta parada, com risco de acidente, se aproximou com cautela no local e, ao ver carreta desgovernada, arrancou e escapou de batidas


postado em 16/07/2018 19:32 / atualizado em 17/07/2018 07:18

Depois de sequência de batidas, veículos incendiaram(foto: Reprodução/Whatsapp)
Depois de sequência de batidas, veículos incendiaram (foto: Reprodução/Whatsapp)
A rápida manobra de um motorista que de acordo com a Polícia Rodoviária Federal em Montes Claros, impediu uma tragédia maior no acidente no Km 474 da BR-251, na manhã desta segunda-feira, na Serra de São Francisco, no Norte de Minas. Na ocorrência, de acordo com dados preliminares da PRF e Corpo de Bombeiros, teve pelo menos 64 vítimas, sendo oito mortes confirmadas, três pessoas desparecida e 53 feridos. A rodovia segue fechada para os trabalhos de retirada dos destroços e limpeza de pista.

De acordo com boletim da PRF divulgado neste começo de noite, um total de 11 veículos foram envolvidos na sequência de batidas, sendo cinco de carga, duas carretas carregadas com sal, uma de cerveja, uma com piso de cerâmica e uma com melões, cujo o motorista teria causado o acidente.

Natália está entre os mortos da tragédia(foto: Reprodução/Facebook)
Natália está entre os mortos da tragédia (foto: Reprodução/Facebook)
Carros pequenos foram um Corolla, um Fiat Uno, um Idea, um Doblô e uma Parati. Todos esses teriam incendiado. O ônibus teria escapado das chamas, devido a manobra do condutor, ficando com danos na lataria.

O motorista do coletivo da empresa Saritur, que fazia linha Cristália/Montes Claros, teria passado na tarde do domingo pelo local do acidente e percebeu que havia a carreta parada com problemas. Segundo disse aos policiais, na manhã desta segunda-feira já desceu com cautela a rodovia, com alertas ligados e, ao perceber a carreta desgovernada, arrancou rapidamente para escapar da sequência de batidas. 

Com o transito interrompido na BR 251, formaram se longas filas nos dois sentidos da rodovia. A PRF orientou os motoristas a usarem um trecho alternativo. Para quem trafega no sentido Montes Claros/Salinas, a rota sugerida é entrar pela MGT 122, sentido Janaúba. Depois, em Porteirinha, pegar a estrada que dá acesso a Riacho dos Machados e retornar à BR 251. O "desvio" aumenta a viagem em 110 quilômetros.

Entre os oito mortos no acidente, está a estudante Natália Araújo de Almeida, aluna do curso de mestrado em Biologia da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Colegas da jovem tem se manifestado nas redes sociais, e a universidade divulgou nota de pesar que, na tarde desta segunda-feira, divulgou nota de pesar na tarde desta segunda-feira.
 

Veja a sequência do acidente, segundo a Polícia Rodoviária Federal

1- Havia uma carreta carregada com sal (sacos de 50kg) quebrada na pista;
2- Ônibus parou para passagem de outro veículo que vinha no sentido contrário;
3 - Três ou quatro automóveis param atrás do ônibus;
4 - A carreta com bags de sal (1 tonelada) parou atrás dos automóveis;
5 - O Fiat Doblô parou atrás da carreta de sal;
6 - A carreta de melões bateu na traseira do Doblô que foi jogado em chamas para fora da pista;
7 - A carreta de melões bateu na de sal e arremessou os automóveis contra o veículo de carga quebrado e os outros dois (carregados com cerveja e piso) que trafegavam no sentido contrário;
8- Motorista do ônibus, ao perceber a aproximação rápida da carreta de melões, arrancou com veículo colidindo lateralmente com as outras, com danos materiais, mas sem que os passageiros se ferissem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade