Publicidade

Estado de Minas

Uberaba e Uberlândia registram incêndios criminosos em série neste domingo

Ocorrências mobilizam PM e bombeiros. Motivação dos ataques ainda é desconhecida


postado em 03/06/2018 18:14 / atualizado em 04/06/2018 08:46

Bombeiros combatem incêndio criminoso a coletivo no Bairro Primavera, em Uberaba(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Bombeiros combatem incêndio criminoso a coletivo no Bairro Primavera, em Uberaba (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Uma sequência de ataques a ônibus mobiliza equipes da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros neste domingo em Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Até as 18h, pelo menos cinco veículos haviam sido queimados nas duas cidades mineiras. Vídeos e relatos de moradores se espalharam pelas redes sociais. E teve ainda uma agência bancária invadida, em Uberaba, os bandidos colocaram fogo na área dos caixas eletrônicos, mas as chamas foram contidas.

Outro ataque foi confirmado pela PM no Bairro Jardim Maracanã, mas ainda não há detalhes. Os bombeiros também combateram o incêndio a um terceiro ônibus na Rua Jovita Pinheiro, no Bairro Cidade Ozanam. Há informação é de que ele também foi incendiado por homens encapuzados que rederam motorista e passageiros. 

O tenente-coronel Ronan Muniz, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Uberaba disse que o efetivo já está nas ruas mobilizado nas ocorrências. 

Os bombeiros também comunicaram um incêndio a ônibus na Avenida Cleone Cairo Gomes, no Bairro Segismundo Pereira. Não há vítimas. O outro veículo teria sido queimado no Bairro Morumbi, segundo relatos nas redes sociais. A motivação dos ataques ainda é desconhecida. 

Segundo o Corpo de Bombeiros de Uberaba, seis homens encapuzados invadiram um ônibus de uma viação da cidade no Bairro Primavera e mandaram todos os ocupantes desembarcarem. Em seguida, jogaram gasolina no interior do veículo e atearam fogo. As chamas ameaçaram imóveis na Rua Conceição de Souza Araújo, mas os bombeiros conseguiram apagar o incêndio. 

Há duas versões para os atos, segundo versões não oficiais da polícia: represália pelas mortes de sete integrantes de uma quadrilha de ladrões de banco em ação policial em Goiás, na madrugada de ontem; ou uma ordem de chefes de uma facção criminosa que partiu de dentro de um presídio. Porém, o coronel Cláudio Rodrigues, comandante da 9ª Região de Polícia Militar, disse à imprensa local, que não há como confirmar a motivação para sequência de ataques. Já o tenente-coronel Ronan Muniz, comandante do 4º Batalhão da PM de Uberaba, alertou para uma série de boatos espalhados em redes sociais, até mesmo de que a cidade estaria sem ônibus na noite de ontem. “Uberaba não teve sua rotina alterada. Militares dos Táticos Móveis dos dois batalhões daqui estão nas ruas e já temos alguns suspeitos presos”, afirmou Muniz.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade