Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil vistoria comércio e instala delegacia móvel para denunciar preços abusivos

Corporação intensificou ações contra preços altos nos estabelecimentos, de postos de combustível a supermercados no estado


postado em 30/05/2018 13:42 / atualizado em 30/05/2018 14:09

Ônibus da delegacia móvel da Polícia Civil vai atender a partir de hoje na Praça da Liberdade para denúncias de preços abusivos no comércio(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Ônibus da delegacia móvel da Polícia Civil vai atender a partir de hoje na Praça da Liberdade para denúncias de preços abusivos no comércio (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)

Após agir em 25 postos de combustível de Belo Horizonte ontem, a Polícia Civil estendeu para supermercados, açougues, sacolões e outros setores do comércio da capital a fiscalização para combater crimes contra as relações de consumo, ordem econômica e economia popular. Além disso, a Delegacia Móvel da Polícia Civil de Minas Gerais chegou nesta quarta-feira à Praça da Liberdade, Região Centro-Sul da capital, para que a população possa fazer denúncias e vai permanecer até que o quadro com a greve dos caminhoneiros seja normalizado. Um balanço das ações deve ser divulgado no fim do dia. 

“Nós vamos intensificar a partir de hoje as operações buscando coibir os preços excessivos de combustível, de gêneros alimentícios e outros”, explicou o superintendente de Investigação e Polícia Judiciária, Carlos Capistrano. Hoje, foram empenhadas seis equipes com 40 policiais civis para agir em BH e na região metropolitana. As delegacias interior de Minas, como São João del Rei, Barbacena e Conselheiro Lafaiete, também participam da ação. “Aqui na Praça da Liberdade nós estamos trabalhando com a delegacia móvel onde nós vamos receber as demandas da população. As pessoas vão nos trazer as notícias de preços abusivos e também nós vamos ratificar possíveis prisões que nós teremos decorrentes das operações”, disse. Os flagrantes da operação também serão registrados no ônibus. 

Atendimento da delegacia móvel será das 9h às 17h(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Atendimento da delegacia móvel será das 9h às 17h (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)

“A partir de hoje todos os dias, enquanto perdurar essa situação de paralisação, de 9h às 17h o ônibus estará aqui. As nossas outras delegacias estão habilitadas para receber todas essas denúncias da população”, detalhou Capistrano. Segundo ele, o cidadão pode procurar a Delegacia Móvel da Polícia Civil para registrar a denúncia e provas, como fotos, vídeos, que mostrem a prática de preços abusivos são bem-vindas. 

O delegado também fez um balanço da situação da greve no estado. “Minas está um pouco mais tranquilo do que outros estados. Nós já temos informações de que a aglomeração de caminhoneiros nas rodovias federais e estaduais tem diminuído. O Ceasa já está trabalhando hoje com 60% da sua capacidade, os laticínios que estavam 100% paralisados já estão agora a 60%, frigoríficos, 70%. Nós temos ainda questões a serem resolvidas, mas a Polícia Civil com toda a responsabilidade está trabalhando para minimizar essas infrações”. 

Polícia vistoria depósito de gás em Belo Horizonte(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Polícia vistoria depósito de gás em Belo Horizonte (foto: Polícia Civil/Divulgação)


As ações da Polícia Civil nesse sentido começaram na última quinta-feira, 23 de maio, quando 13 postos de combustíveis foram vistoriados. Com ação de ontem, o total chega a 38 estabelecimentos visitados pela polícia. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade