Publicidade

Estado de Minas

Servidores do Ipsemg entram em greve e reduzem escala de trabalho em 70%

Paralisação da categoria foi decidida em assembleia e foi motivada por atrasos no pagamento dos salários


postado em 17/05/2018 09:01 / atualizado em 17/05/2018 10:40

Em fevereiro, a categoria também esteve em greve, mas chegou a um acordo com a administração do Ipsemg (foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press)
Em fevereiro, a categoria também esteve em greve, mas chegou a um acordo com a administração do Ipsemg (foto: Paulo Filgueiras/ EM/ D.A Press)
 

A partir desta sexta-feira, os servidores do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) estarão em greve e trabalhando em escala mínima de 30% em todos os setores. 

A medida foi anunciada na quarta-feira após assembleia geral dos servidores, realizada na portaria do Hospital Governador Israel Pinheiro, na área hospitalar de Belo Horizonte. Conforme a categoria, a paralisação nos serviços deve-se ao atraso no pagamento dos salários deste mês.

"Essa greve agora é por causa do não pagamento dos salários. Não tínhamos nem notícia de que dia seria realizado o pagamento, as pessoas estavam deesperadas sem saber se iam receber ou não", explicou a presidente do Sindicato dos Servidores do Ipsemg (Sisipsemg), Maria Abadia de Souza.
 
Os vencimentos serão depositados aos servidores nesta sexta-feira, conforme informação da Secretaria de Estado da Fazenda. O Ipsemg foi procurado, mas ainda não se posicionou sobre o caso. 

Em fevereiro deste ano, os trabalhadores do Ipsemg também entraram em greve, acusando más condições de trabalho e contra o parcelamento dos salários. À época, a paralisação durou apenas três dias. 
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade