Publicidade

Estado de Minas

Assaltante é baleado após roubar motorista de ônibus na BR-381

Homem roubou dinheiro do motorista e fugiu. Militar que estava deixando o serviço e estava no veículo atirou duas vezes de dentro do coletivo. Em seguida, desceu e conseguiu prender o assaltante. Na abordagem, o ladrão levou um tiro na mão


postado em 24/04/2018 15:55 / atualizado em 24/04/2018 16:46

Marcas de tiros ficaram na janela do ônbuis(foto: Divulgação)
Marcas de tiros ficaram na janela do ônbuis (foto: Divulgação)

A tentativa de roubo a ônibus terminou mal para um assaltante nesta terça-feira na BR-381, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O homem deu sinal para o veículo e abordou o motorista com uma faca e conseguiu fugir com o dinheiro. Um policial militar que seguia no coletivo após deixar o trabalho flagrou o crime e atirou duas vezes através da janela para tentar parar o criminoso. Ele desceu e correu até o alvo. Segundo a Polícia Militar (PM), o ladrão reagiu a abordagem e acabou baleado na mão. A atitude do militar, de atirar dentro do ônibus, não agradou os passageiros. O policial teve a arma recolhida e está à disposição da Justiça.

O crime aconteceu por volta das 8h30 no Bairro Jardim Piemont. O ônibus da linha 3212 (Belo Horizonte / Betim), do tipo executivo, seguia pela BR-381 quando o criminoso deu sinal. “O ônibus parou pouco antes de um shopping. O assaltante já subiu com uma faca anunciando o assalto e pediu dinheiro para o motorista. A galera percebeu e ficou com medo de ser roubado. Ele disse ‘pode deixar, não vou assaltar ninguém, só quero o dinheiro do ônibus’”, disse um passageiro ouvido pelo Estado de Minas.

Depois de pegar o dinheiro, o homem desceu do veículo e foi correndo ao lado de fora em direção a traseira do ônibus. Neste momento, um policial militar que estava nos fundos do coletivo atirou duas vezes na janela. “O militar estava no interior do ônibus quando percebeu o assalto. O indivíduo entrou com uma faca, colocou na altura do peito do motorista e levou uma quantia em dinheiro. (O policial) Se identificou como militar e o meliante saiu do ônibus correndo em direção a janela onde ele estava”, explicou o capitão Leonardo Maillo, comandante de companhia do Batalhão de Choque da PM.

O policial desceu correndo atrás do assaltante e conseguiu prendê-lo. O homem acabou sendo atingido com um tiro no momento da abordagem. “Quando tentava prendê-lo, no momento em que foi abordar, o assaltante colocou a mão na cintura e o militar, como proteção, atirou. O tiro atingiu o dedo da mão do assaltante. Neste momento, ele se entregou. É bom frisar que o militar estava saindo do serviço e indo em direção a casa dele”, disse o capitão.

O militar teve a arma recolhida. “Nestes casos, como é comum, o militar está sendo autuado em flagrante no Batalhão de Choque. A arma foi recolhida para perícia e outros procedimentos judiciais. Ele vai ficar a disposição da Justiça”, completou o capitão.

Passageiros assustados


As pessoas que estavam dentro do ônibus durante o assalto ficaram assustados com os tiros. “Todo mundo achou muito sem noção. É um ônibus executivo com ar condicionado que a janela não abre”, disse um passageiro. “Foi muita irresponsabilidade porque ele agiu no impulso. Ele estava bem atrás, ele nem chegou a  ver a ação do assaltante direito. Quando o cara desceu, ele já foi atirando contra o vidro mesmo com o ônibus cheio. Foi totalmente despreparado. Todo mundo questionou o fato de essa bala acertar alguém por um acaso, são mil hipóteses que a gente pensa”, completou.

Depois da ocorrência, os passageiros desceram do ônibus e entraram em outro veículo na rodovia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade