Publicidade

Estado de Minas

Ladrão infarta e morre durante tentativa de roubo a motorista de Uber em Venda Nova

O condutor do aplicativo de transportes também é agente penitenciário. Familiares do assaltante contaram que ele era usuário de drogas


postado em 24/04/2018 09:26 / atualizado em 24/04/2018 10:51

Breno Pedrosa infartou durante a tentativa de assalto e morreu antes de dar entrada em um hospital (foto: Leonardo Alvarenga/ Divulgação )
Breno Pedrosa infartou durante a tentativa de assalto e morreu antes de dar entrada em um hospital (foto: Leonardo Alvarenga/ Divulgação )
A tentativa de roubo contra um motorista vinculado ao aplicativo Uber, que também é agente penitenciário, acabou tendo um fim nada positivo para um jovem, de 20 anos. O rapaz sofreu um infarto e morreu durante o assalto na madrugada desta terça-feira, no Bairro Minas Caixa, em Venda Nova.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o agente do sistema prisional informou que trabalhava no aplicativo Uber e atendeu uma corrida para o Bairro Serra Verde, solicitada por Breno Silva Pedrosa. 

O passageiro entrou no carro e, nas imediações da Rua Walfrido Teixeira Simões anunciou o assalto, colocando uma faca no pescoço do motorista e pedindo que entregasse os pertences. Assustado, o agente prisional entregou as chaves do carro e desceu do veículo.

Porém, segundo a corporação, quando Breno se preparava para fugir com o carro, o motorista percebeu que o assaltante não estava com uma arma e, sim, com uma faca. Ele conseguiu entrar no carro, no banco de trás, puxou o freio de mão do veículo e entrou em luta corporal com o suspeito. 

Durante a confusão, o agente percebeu que jovem estava tendo uma convulsão e acionou a PM. Uma ambulância do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) foi ao local e constatou o óbito de Breno. A suspeita é que ele tenha sofrido um infarto. 
Arma e canivete foram apreendidos com o jovem. Família disse aos policiais que Breno era usuário de drogas (foto: Leonardo Alvarenga/ Divulgação )
Arma e canivete foram apreendidos com o jovem. Família disse aos policiais que Breno era usuário de drogas (foto: Leonardo Alvarenga/ Divulgação )
 

A faca usada para anunciar o assalto, um canivete e uma bucha de maconha, que estavam com o jovem, foram apreendidos. Familiares acompanharam a ocorrência e informaram que Breno Pedrosa era usuário de drogas. 

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para apuração das causas da morte e a ocorrência foi encerrada na Central de Flagrantes (Ceflan) 4 da Polícia Civil. 
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade