Publicidade

Estado de Minas

Bebê com sinais de violência chega morto à UPA de Sabará

Primeiras informações da Polícia Militar indicam que os pais da criança são os principais suspeitos do crime


postado em 23/04/2018 13:01 / atualizado em 23/04/2018 17:28

Um bebê de 1 ano deu entrada morto e com sinais de violência na manhã desta segunda-feira na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a criança ainda foi encaminhada para um hospital da cidade, mas já teria chegado ao atendimento morta. Médicos acionaram a PM devido às lesões, como escoriações no queixo e vermelhidão no pescoço.

Aos policiais, os pais disseram que tiveram uma discussão. Durante a briga, a menina teria escorado na barriga da mãe, de 19 anos, que, com o calor do bate-boca, teria levantado rapidamente, jogando a criança contra a parede, enquanto tentava correr atrás do pai, de 38, que estava indo trabalhar. 

Depois disso, a responsável pela criança percebeu que o bebê não respirava e procurou a mãe, com o intuito de buscar socorro. Elas pediram ajuda a vizinhos e levaram a garota para um posto de saúde em Ravena, também na Grande BH. O pai, àquela altura, teria voltado para a casa mas ficou sabendo da situação e foi até o local onde a filha estava.

No entanto, a criança foi transferida em seguida para a UPA de Sabará, sem vida e com os hematomas pelo corpo. Peritos da Polícia Civil foram para a casa da família. As causas da morte serão apontadas no laudo de necropsia. Os pais foram levados para uma delegacia, onde dariam esclarecimentos sobre a ocorrência. 

* Estagiários sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade