Publicidade

Estado de Minas

Acesso ao Viaduto Leste pela Antônio Carlos é fechado para obras

Fechamento foi necessário para ajuste da mureta, que vai aumentar número de faixas para condutores que saem do Centro pelo elevado


postado em 24/04/2018 06:00 / atualizado em 24/04/2018 10:38

A liberação de quatro faixas de circulação para acesso ao Hipercentro de Belo Horizonte pelo novo viaduto construído no Complexo da Lagoinha, há duas semanas, melhorou a condição de tráfego para motoristas e passageiros que enfrentam diariamente o congestionamento nos horários de pico.

Funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte iniciaram os trabalhos no início da manhã desta terça-feira no Viaduto Leste. Obras já causam problemas no trânsito (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte iniciaram os trabalhos no início da manhã desta terça-feira no Viaduto Leste. Obras já causam problemas no trânsito (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)

Mas o benefício ainda não é definitivo e transtornos ainda vão perdurar para quem passa pela região. Apesar da recente abertura, uma alteração na mureta do elevado paralelo, mais antigo, demandou a interdição de faixas de ligação pela Avenida Antônio Carlos, a partir desta madrugada, que se estenderá pela próxima semana, exigindo paciência para transitar pela região.


O resultado é um trânsito bastante complicado nesta manhã de terça-feira, já que os motoristas que chegam ao Centro de BH pela Avenida Antônio Carlos não conseguem acessar de forma direta a região da Praça da Estação.

Restam como opções para os condutores dois desvios: o primeiro é seguir pelo Viaduto Sarah Kubitschek (Viaduto B), que passa ao lado da rodoviária, e pegar a Rua dos Caetés, para depois chegar à região da Praça da Estação e seguir caminho. A outra opção é pegar a Avenida Nossa Senhora de Fátima e acessar o Viaduto Oeste, para pegar a Avenida do Contorno e fazer o retorno pela Rua Paracatu, voltando à Contorno no sentido Centro para retomar o caminho rumo à Praça da Estação.

De acordo com agentes da BHTrans que monitoram a situação da avenida na manhã desta terça-feira, o trânsito passou do Hospital Belo Horizonte no sentido Centro, irritando e deixando motoristas extremamente impacientes.

O fechamento dos acessos pela Antônio Carlos pretende possibilitar os ajustes na mureta para aumentar a área de circulação de veículos também no sentido bairro, já que inicialmente a abertura do novo viaduto possibilitou faixas extras apenas no acesso ao Centro. “A mureta será arrastada para o lado, e com isso teremos um total de quatro faixas para os motoristas que estão saindo do Centro”, explica o Gerente da Regional Centro-Sul da BHTrans, Luiz Fernando Libânio. O objetivo é que o benefício seja estendido também àqueles que deixam o Centro pelo elevado e não só para motoristas que chegam à região central.


Ver galeria . 7 Fotos Fechamento foi necessário para ajuste da mureta, que vai aumentar número de faixas para condutores que saem do Centro pelo elevado. Por causa das obras, o trânsito ficou lento no Complexo da Lagoinha Jair Amaral/ EM/ D.A Press
Fechamento foi necessário para ajuste da mureta, que vai aumentar número de faixas para condutores que saem do Centro pelo elevado. Por causa das obras, o trânsito ficou lento no Complexo da Lagoinha (foto: Jair Amaral/ EM/ D.A Press )

O gerente da BHTrans acrescenta que, a partir desta semana, outras alterações vão promover mais modificações na lógica apresentada à população, que ainda não é definitiva. “As avaliações em relação às mudanças têm sido muito positivas. Tivemos um alívio do trânsito sentido Centro no horário de pico”, afirma Luiz Fernando, ressaltando que o objetivo da obra é dar mais vazão ao tráfego na área. O gerente acrescenta que a reconfiguração da sinalização no asfalto e ajustes de muretas ainda vão definir se serão cinco ou seis faixas em direção ao Centro. Sinalização em faixas de tecido e agentes da BHTrans vão orientar o fluxo de veículos

Após mais de dois anos em obras, a previsão da Superintendência de Desenvolvimento de Belo Horizonte (Sudecap) é de que os trabalhos sejam concluídos em junho. Foram investidos R$ 61 milhões nas intervenções, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No fim do ano passado, depois de transcorrido quase um ano da previsão inicial para o término da obra, a Sudecap tinha expectativa de inaugurar a estrutura em janeiro. A abertura parcial ocorreu há uma semana.

ABERTURA


Com a liberação do novo viaduto, as três faixas de acesso à Avenida do Contorno ganharam a companhia de mais quatro, somando sete pistas de acesso ao Centro para quem chega da Avenida Cristiano Machado. Enquanto isso, no sentido contrário, quem segue pela Contorno e passa em frente ao Batalhão Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) da Polícia Militar só tem duas faixas disponíveis no Viaduto Leste: uma para acessar a Antônio Carlos e a outra para a Cristiano Machado.

As duas novas alças construídas ao lado do Viaduto Leste, no Complexo da Lagoinha, foram liberadas na madrugada do dia 13, e a mudança no local gerou confusão inicial entre alguns motoristas. São quatro novas faixas sentido Centro e uma exclusiva para os ônibus. Motoristas que quiserem seguir na Avenida do Contorno deverão se manter à esquerda da pista, enquanto os ônibus que precisem acessar as ruas São Paulo e Rio de Janeiro deverão permanecer na faixa da direita.

A Rua São Paulo, entre a Rua Oiapoque e a Avenida do Contorno, será de trânsito exclusivo para ônibus. O acesso de veículos está liberado apenas de forma local, para entrada nas garagens do quarteirão. Oito linhas de ônibus não vão usar essa faixa exclusiva, pois se dirigem à Praça da Estação e à região hospitalar. Em um primeiro momento não está prevista a implantação de faixa exclusiva para essas linhas, mas elas podem seguir pela mesma pista das demais até o momento da divisão das duas alças.

 

*com supervisão do editor Benny Cohen

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade