Publicidade

Estado de Minas

PBH abre campanha de vacinação contra a gripe na segunda-feira

As doses estarão disponíveis em todos os Centros de Saúde de BH e é necessária a apresentação do cartão de vacina e do documento de identidade


postado em 18/04/2018 11:13 / atualizado em 18/04/2018 11:56

Em 2017, mais de 771 mil pessoas se vacinaram contra a doença em BH (foto: Jair Amaral/ EM/ D.A Press)
Em 2017, mais de 771 mil pessoas se vacinaram contra a doença em BH (foto: Jair Amaral/ EM/ D.A Press)
A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou nesta quarta-feira que a campanha de vacinação contra o vírus Influenza, causador da gripe, terá início na segunda-feira, dia 23. O esforço de imunização vai até o dia 1º de junho e a previsão da administração municipal é de vacinar cerca de 810 mil pessoas. 

As doses da vacina estarão disponíveis em todos os Centros de Saúde de Belo Horizonte e, para se imunizar, é necessária a apresentação do cartão de vacina e do documento de identidade. 

O público-alvo da imunização definido pelo Ministério da Saúde são crianças de 6 meses a 4 anos, pessoas com idade acima de 60, gestantes, puérperas, trabalhadores da área da saúde, professores, portadores de doenças crônicas, adolescentes e jovens em medida socioeducativa de 12 a 21, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e indígenas. 

O cadastramento de pessoas acamadas e residentes em casas de repouso para a vacinação contra o vírus Influenza em Belo Horizonte começou na última segunda-feira e as inscrições terminam em 12 de maio. Segundo a PBH, a imunização contra a gripe em casa é exclusiva para o público-alvo da campanha que não tem condições de ir aos centros de saúde por impossibilidade de locomoção. 
 
O cadastramento pode ser feito pelo site da prefeitura, link Acesso Rápido/cadastro de acamados, pelo telefone (31) 3277-7722, ou diretamente no centro de saúde de referência do paciente. 

A vacina contra a gripe é trivalente e garante imunização contra três vírus: o H1NI, H3N2 e vírus Influenza B. Em 2017, 771,537 pessoas foram vacinadas durante a campanha em Belo Horizonte. 

Casos de gripe em 2018

Minas Gerais já registrou 12 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) provocada pelo vírus Influenza. A maioria foi causada pelo vírus H3N2, que infectou mais de 47 mil pessoas e provocou mortes, principalmente de crianças e idosos, nos Estados Unidos no último inverno. Também houve contaminação por H1N1. 
 
Os dados foram divulgados em boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), no último dia 9. Segundo o balanço, já foram notificados 348 casos de SRAG. Destes, 222 tiveram amostras coletadas e processadas. O Influenza foi responsável por 12 casos. Outras 28 foram causadas por outros tipos de vírus. 

A capital mineira foi a que mais registrou casos de Influenza que provocou SRAG: cinco no total. Todos do vírus H3N2. O mesmo vírus infectou um morador de Contagem, na Grande BH, outro em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e mais um em Varginha, no Sul de Minas. 

A Influenza é uma doença respiratória que pode levar à morte. Ela é grave, principalmente, quando atinge crianças até 5 anos, gestantes, adultos acima de 60, e portadores de doenças crônicas e que apresentam outras condições clínicas especiais. 

A infecção pela doença pode causar sintomas que se confundem com outras infecções virais e bacterianas. Ela se manifesta, normalmente, como uma síndrome gripal. O paciente pode ter sintomas de febre, dores de cabeça e musculares, tosse, dor de garganta e fadiga. Se for associado com dificuldade respiratória, o quadro passa para SRAG. Neste caso, a notificação é compulsória.
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade