Publicidade

Estado de Minas

Após mais de 24 horas, menino que sumiu em Betim é encontrado

Família já prestava depoimento em delegacia quando uma ligação informou que o pequeno Miguel havia sido localizado na região


postado em 31/03/2018 17:36 / atualizado em 01/04/2018 10:26



Depois de mais de 24 horas de mobilização das autoridades e muita angústia da família, foi encontrado, no fim da tarde deste sábado, o menino Miguel, de 2 anos. A criança havia desaparecido na manhã de sexta-feira em uma mata no Parque Industrial, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

Segundo o tenente Jonas Braga Linke, que chefiou a equipe de busca dos bombeiros, a família já estava na delegacia de plantão de Betim prestando depoimento, enquanto uma equipe de policiais civis seguiu para o local do desaparecimento onde recolheria provas. Foi quando houve uma ligação informando que a criança havia aparecido na região.

“Um policial estava em patrulhamento e disseram que o encontraram. Estava junto de uma cerca perto de uma lagoa na região”, explica o tenente Linke. Miguel estava com as roupas sujas. Na porta da delegacia, foi entregue nos braços da mãe por um rapaz que estava na área onde a criança foi encontrada e acompanhou o pequeno na viatura da PM.

Após passar pela delegacia, ele e a família seguiram com militares e guardas municipais para o Instituto Médico Legal (IML) de Betim, onde ele foi examinado. “Uma coisa muito positiva foi a pressão popular, o destaque dado na mídia (sobre o caso)”, disse o bombeiro, chamando atenção para o fato de as equipes de busca terem passado pelo local onde Miguel apareceu mais de uma vez ontem e hoje, sem sinal da criança. 

Às 18h40, a Polícia Civil divulgou uma nota sobre o encontro de Miguel e disse que as investigações continuam para que as circunstâncias do desaparecimento sejam esclarecidas. Leia na íntegra:

"Polícia Civil investiga circunstâncias do desaparecimento do menino Miguel em Betim 

O garoto,  Miguel Albino dos Santos de Jesus, de 02 anos, que estava desaparecido desde esta sexta-feira (30), foi encontrado no final da tarde de hoje (31) por populares que estavam no local onde a criança teria desaparecido.

Segundo as primeiras informações, fornecidas por testemunhas à Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), a criança estava chorando, deitada no chão, em uma mata localizada no bairro Parque das Indústrias, em Betim, mesmo local onde teria sido vista pela última vez.

De acordo com o Delegado Leonardo Mota, o menino foi encaminhado ao Posto Médico Legal, em Betim, para passar por exames. As investigações continuam a fim de verificar se ocorreu algum crime enquanto a criança estava desaparecida e as circunstâncias do desaparecimento.

Neste momento o Delegado segue ouvindo familiares do Miguel e outras testemunhas. Outras informações não serão divulgadas, neste momento, para não atrapalharem as investigações."

Vídeo mostra local onde o menino foi encontrado


ENTENDA O CASO As buscas começaram ontem. O pai da criança, que seria pastor evangélico, informou que estava na mata, no Parque das Indústrias, local conhecido como monte para oração evangélica. O homem afirmou que foi buscar lenha e deixou o filho mais velho, de 7 anos, cuidando do garoto menor. No entanto, o garoto foi atrás do pai para ajudar a pegar a lenha e o mais novo acabou desaparecendo. O pai começou as buscas imediatamente com a ajuda de um grupo de pessoas que estava em uma parte alta do local fazendo orações. A Polícia Militar chegou primeiro e pediu o apoio dos bombeiros.

Miguel sumiu por volta das 11h de sexta-feira no Parque Industrial, em Betim(foto: Divulgação)
Miguel sumiu por volta das 11h de sexta-feira no Parque Industrial, em Betim (foto: Divulgação)


Foram feitas buscas a pé e um helicóptero sobrevoou a área. Neste sábado, as buscas continuaram sendo feitas por duas viaturas do Corpo de Bombeiros, que contaram com a ajuda de cães farejadores.

Por volta das 15h20 deste sábado, os bombeiros comunicaram o fim das buscas por Miguel. “Segundo novo histórico e trabalhos feitos, foi considerado improvável a criança estar na mata”, informou a corporação por meio de sua assessoria de imprensa. “Foi feito todo o trabalho de busca no local, utilização de cães, helicóptero e drones nas buscas. A Polícia Militar dará continuidade aos trabalhos, levando em consideração relatos feitos pela família da criança”, disseram os militares.



Nesta manhã, em entrevista ao Estado de Minas, a mãe de Miguel, Elisângela de Oliveira, disse acreditar que o filho havia sido levado por alguma pessoa.  “Não acho que está perdido. Acho que alguém pegou ele. E a pessoa que está com ele vai ser incomodada por Deus para trazer ele aqui. Ou deixar ele em algum órgão, na polícia ou no hospital , algum lugar. Meu filho vai aparecer. Eu creio que a pessoa que pegou ele vai aparecer”, disse emocionada. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, imagens de câmeras de segurança de um condomínio da região foram analisadas pela Polícia Militar (PM). Elas mostram ao menos três veículos deixando o local minutos depois do desaparecimento do garoto. Porém, ainda não há confirmação se eles podem ter relação com o caso. 
 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade