Publicidade

Estado de Minas

Falso policial federal é indiciado por dois crimes em BH

O homem vai responder à Justiça pelo uso indevido do distintivo do órgão e por falsidade ideológica


postado em 27/03/2018 11:46 / atualizado em 27/03/2018 13:20

Foi indiciado pela Polícia Federal (PF) um morador de Belo Horizonte, de 35 anos, que se passava por agente da corporação para obter vantagens e facilidades. 

O falso policial vai responder à Justiça pelo uso indevido de marcas, logotipos, siglas ou quaisquer outros distintivos identificadores de órgãos ou autoridades da administração pública e por falsidade ideológica. 

De acordo com a PF, o homem começou a ser investigado em agosto de 2017, quando a Polícia Federal recebeu as primeiras denúncias, de duas mulheres, da atuação do falso agente. 

Durante a investigação, outras pessoas contaram que foram vítimas do homem, que utilizava da falsa profissão para obter vantagens e facilidades não detalhadas. O falso policial foi identificado e localizado pela corporação. Um mandado de busca e apreensão foi expedido e cumprido no endereço onde ele mora, na capital mineira. 

No imóvel, os policiais encontraram uma carteira de agente de segurança com o Brasão da República, usado para se identificar como policial federal. Em depoimento à corporação, o homem confessou os crimes e disse que se apresentava como agente de segurança federal, “aí a pessoa deduzia agente federal, eu ficava calado e não desmentia”, disse. 

Indiciado, o homem vai responder os dois crimes na Justiça Federal. 
 
* Sob supervisão do editor Benny Cohen

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade