Publicidade

Estado de Minas

Agente penitenciário é executado na frente da namorada no Barreiro, em BH

Casal estava junto há dois meses. Motivação para o crime ainda é desconhecida e será apurada pela Polícia Civil


postado em 13/03/2018 09:38 / atualizado em 13/03/2018 11:24

Um agente penitenciário foi executado com 13 tiros dentro da casa da namorada na madrugada desta terça-feira na Vila Cemig, Região do Barreiro, em Belo Horizonte.
 
O homem, de 36 anos, era lotado no Presídio de Matozinhos, na Grande BH, e filiado ao Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de Minas Gerais (Sindasp/MG). O casal estava junto há dois meses.

Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), a namorada de Valnei Salvo Costa contou aos militares que o agente bateu na porta da casa dela pedindo ajuda. Quando conseguiu entrar no imóvel, disse para a namorada, de 22 anos, correr.  

Um dos atiradores puxou os cabelos e agrediu a mulher, que acabou ferida com um tiro de raspão na perna direita. O agente penitenciário foi executado com um disparo na mão esquerda, três no braço esquerdo, um no braço direito, três no tórax, dois nas costas, um na mão esquerda e um disparo na nuca. 

Peritos da Polícia Civil e médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram ao local, na Rua Colibri, e constataram a morte de Valnei Salvo. A namorada do agente foi socorrida em estado estável ao Hospital Júlia Kubitschek, onde permanece internada. 

Testemunhas contaram aos militares que os atiradores são dois homens conhecidos como “Timão” e “Para bala” e que os homens estavam escondidos em um matagal da região. Buscas foram realizadas com a ajuda do helicóptero da corporação, mas os suspeitos não foram localizados.
 
Uma aliança e um celular encontrados no bolso da calça do agente foram encaminhados à Polícia Civil. A motivação para o crime ainda é desconhecida. 
 
*Sob supervisão do editor Benny Cohen

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade