Publicidade

Estado de Minas

Autor de crime bárbaro contra idosa na Grande BH é indiciado pela Polícia Civil

José Marcos Cordeiro Teodoro, de 35 anos, vai responder por latrocínio %u2013 roubo seguido de morte %u2013 e estupro contra Maria da Conceição Serra, de 69 anos. Ela foi assassinada no fim de fevereiro em Taquaraçu de Minas


postado em 08/03/2018 14:58 / atualizado em 08/03/2018 17:24

O autor confesso do crime bárbaro contra uma idosa de 69 anos em Taquaraçu de Minas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi indiciado pela Polícia Civil.  José Marcos Cordeiro Teodoro, de 35 anos, vai responder por latrocínio – roubo seguido de morte – e estupro. Ele atacou Maria da Conceição Serra dentro da casa dela no fim da noite de 18 de fevereiro. O homem deu uma facada no pescoço da vítima e fugiu levando o celular dela. Ele acabou preso horas depois pela Polícia Militar (PM).

O crime revoltou os moradores da cidade. O corpo da idosa foi localizado na manhã do dia 19 de fevereiro na casa onde ela morava, na zona rural de Taquaraçu de Minas. Militares foram até o local e encontraram a vítima em uma cama, coberta com uma toalha e com o rosto tampado. Os militares começaram os levantamentos para tentar chegar ao suspeito do crime e foram informados sobre um  indivíduo que mora nas proximidades da residência e que já tinha sido preso anteriormente por homicídio.

Os policiais se deslocaram até a casa do homem e o chamaram. Depois de um tempo, José Marcos Cordeiro Teodoro, de 37, apareceu e autorizou as buscas no imóvel, segundo a PM. Ele acabou caindo em contradições e depois confessou o crime após o celular da vítima ter sido encotrado na residência.

No dia do crime, ele contou que a intenção inicial era entrar na casa para roubar ou furtar algum objeto. Porém, de acordo com a PM, se deparou com a vítima de toalha ao entrar no imóvel. Como ela o reconheceu, José empurrou a idosa para o quarto, teve relação sexual com ela e, depois, cortou o pescoço da mulher com um facão.

Mesmo confessando o crime para a PM, na delegacia o homem negou o estupro. Porém, a Polícia Civil informou que os laudos confirmaram a relação sexual.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade