Publicidade

Estado de Minas

Operação Lei Seca flagra 48 motoristas alcoolizados em Minas

Em Belo Horizonte, uma das ações aconteceu na Região Centro-Sul, no encontro entre a Avenida Nossa Senhora do Carmo e a BR-356


postado em 28/02/2018 17:14 / atualizado em 28/02/2018 18:19

Veículos foram abordados na Região Centro-Sul de Belo Horizonte(foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)
Veículos foram abordados na Região Centro-Sul de Belo Horizonte (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)

A operação Lei Seca flagrou 48 motoristas alcoolizados em Minas Gerais. Destes, 12 condutores foram presos por crime de trânsito, que ocorre quando o teste do bafômetro aponta 0,34 miligrama ou mais de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.  A ação da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida” aconteceu nessa terça-feira em 18 cidades mineiras.

Em Belo Horizonte, uma das ações aconteceu na Região Centro-Sul, no encontro entre a Avenida Nossa Senhora do Carmo e a BR-356. Ao menos seis viaturas das polícias Civil e Militar foram estacionadas na via para afunilar o trânsito e facilitar a abordagem. Na capital, foram 151 veículos abordados. Destes, sete pessoas foram flagradas por infração de trânsito, pois, passaram pelo teste do bafômetro que indicou entre 0,05 e 0,33 mg/l. Além disso, uma pessoa foi presa por crime de trânsito, quando o teste é superior a esse valor, e um inabilitado foi detido.

Beber e dirigir continua sendo infração gravíssima, com perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Condutores flagrados nessa condição têm a habilitação recolhida e pagam multa de R$ 2.934,70. Os que apresentarem no teste do bafômetro índices superiores a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões estão sujeitos a prisão em flagrante e ainda têm de responder a processo administrativo, mas têm direito a fiança arbitrada pela autoridade policial.

A infração de trânsito é cometida por condutores flagrados dirigindo com teor alcoólico entre 0,2 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões (mg/l) e 0,33mg/l. Nesse caso, a infração é gravíssima, com perda de sete pontos no prontuário do motorista, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação, suspensão do direito de dirigir e aplicação de multa de R$ 2.934,70.

Além de Belo Horizonte, a ação aconteceu em Contagem, Betim, Juiz de Fora, Uberaba, Lavras, Divinópolis, Governador Valadares, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Teófilo Otoni, Unaí, Pouso Alegre e Poços de Caldas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade