Publicidade

Estado de Minas

Policial civil entra na sede da Record em BH, saca arma e causa pânico na emissora

Informações extraoficiais dão conta de que o homem teve um surto e apresentava sinais de depressão


postado em 31/01/2018 13:08 / atualizado em 31/01/2018 20:29

Um policial civil mobilizou a presença da corregedoria da corporação no fim da manhã desta quarta-feira na sede da Record TV, no Bairro Floresta, em Belo Horizonte, após um conflito motivado por um surto do agente da segurança pública.

Segundo informações extraoficiais, o policial teria ido até a sede da emissora com o objetivo de sugerir uma pauta jornalística, mas enquanto conversava com um segurança demonstrou sinais de depressão e disse que seu filho tinha sido preso injustamente.

Nesse momento, apontou a própria arma na cabeça e disse que se mataria, o que motivou a presença da Polícia Militar e de viaturas da Polícia Civil no local. Ele também dito ao segurança para não se preocupar e que não faria nada com ele.

Guardas municipais também estiveram no local e informaram que o policial deixou o prédio da rede de televisão junto com servidores da corregedoria. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o policial estava de licença médica desde 19 de setembro de 2017. “Ele apresentou problemas psiquiátricos e estava sendo acompanhado pelos órgãos responsáveis da instituição. O policial já tinha histórico de licenças médicas em períodos anteriores. Ele foi encaminhado à Corregedoria-Geral de Polícia Civil, onde serão tomadas medidas pertinentes”, finalizou a corporação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade