Publicidade

Estado de Minas

Operação da PF contra pornografia infantil termina com dois detidos no Norte de Minas

Investigações foram iniciadas em outubro do ano passado, a partir da quebra de sigilo de e-mail dos suspeitos


postado em 24/01/2018 15:52 / atualizado em 24/01/2018 18:45

Duas pessoas foram presas, nesta quarta-feira, em operação da Policia Federal de combate à pornografia infantil pela internet no Norte de Minas. Um dentista, de 44 anos, foi detido em Montes Claros e um técnico em contabilidade, de 55, foi preso em Francisco Sá.

Conforme a Polícia Federal (PF), os investigados foram presos em flagrante. Isso porque foram encontrados, nas respectivas casa, arquivos de computadores com imagens de crianças nuas com adultos em cenas que comprovam o crime da pedofilia. O material foi apreendido.

Durante a “Operação Vida Digna”, houve ainda o cumprimento de dois outros mandados de busca e apreensão em Pirapora, também no Norte de Minas, mas ninguém foi preso porque não foram encontradas imagens pornográficas nos computadores. O material apreendido será encaminhado para a perícia técnica, em Belo Horizonte, com o intuito de verificar arquivos que foram apagados e/ou compartilhados.

De acordo com o delegado Marcelo Eduardo Freitas, da PF de Montes Claros, as investigações foram iniciadas em outubro do ano passado, a partir da quebra de sigilo de e-mail dos suspeitos. O delegado informou que o compartilhamento do material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes era feito pela internet e os suspeitos também trocavam fotos e vídeos em grupos fechados, por e-mail e por um aplicativo de envio instantâneo de mensagens.

Freitas revelou, ainda, que foram encontradas nos computadores fotos de crianças de até 5 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade