Publicidade

Estado de Minas

Natal para todos: iluminação especial se espalha por diferentes partes de BH

Belo Horizonte diversifica e leva decoração de Natal, antes restrita ao Centro-Sul, a todas as regionais. Enfeites foram colocados em locais escolhidos pelas comunidades


postado em 25/12/2017 06:00 / atualizado em 25/12/2017 08:07

Iluminação da Praça da Igreja São Francisco de Assis, na Pampulha, um dos projetos executados pela Cemig este ano nas regionais de BH(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Iluminação da Praça da Igreja São Francisco de Assis, na Pampulha, um dos projetos executados pela Cemig este ano nas regionais de BH (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Belo Horizonte virou a cidade da iluminação de Natal. Em comemoração aos 120 anos da capital mineira, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) presenteou as comunidades de todas as regiões com decoração, antes restrita à Região Centro-Sul.

E foi a própria população quem indicou os locais das instalações. Projetados pela Cemig, os enfeites iluminados estão em pontos como a Praça Valdete (Alto Vera Cruz), Paróquia Nossa Senhora do Morro (Barragem Santa Lúcia), Praça Amintas de Barros (Venda Nova), Praça Cristo Redentor (Barreiro), Igreja da Pampulha, Complexo Itamar Franco, Avenida Afonso Pena (entre a Rua da Bahia e a Avenida Álvares Cabral), Avenida Barbacena e os prédios do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Tribunal Regional do Trabalho e Ministério Público de Minas Gerais.

Os formatos das decorações seguiram as condições geográficas e ambientais de cada uma das regiões, explicou Kelsen Dias, engenheiro eletricista da Cemig e coordenador da iluminação natalina na capital há oito anos: “Na Praça do Cardoso, por exemplo, local pouco arborizado, optamos por erguer uma árvore de natal em destaque, e na rampa de acesso ao espaço instalamos mangueiras luminosas delineando os canteiros centrais. A paróquia de Nossa Senhora do Morro, escolhida pelos moradores do Alto Santa Lúcia recebeu chuva de microluzes. Quando as lâmpadas do templo são apagadas, a iluminação natalina se destaca em toda a região”, exemplifica.

Os locais mais arborizados seguiram a tradição de iluminar as árvores, como é o caso da Praça Amintas de Barros, em Venda Nova, onde 15 espécimes de grande porte estão coloridas durante a noite. Na praça da Igreja de São Francisco de Assis, na Pampulha, o diferencial está nos coqueiros, que receberam anjos. No Alto Vera Cruz, as árvores no entorno de uma escola ganharam iluminação natalina, que se estendeu até a Praça Dona Valdete.

Para executar a iluminação no Aglomerado da Serra, inaugurada pelo governador Fernando Pimentel, na solenidade que abriu o projeto de decoração, foram usados, em oito árvores do entorno da Praça do Cardoso, 80 conjuntos de microlâmpadas de LED, 40 estrobos, 10 tubos snow, mais diferentes adornos natalinos em cinco postes da praça. Também foi construída uma árvore de Natal de seis metros de altura para deixar o bairro mais iluminado e no clima do Natal.

Quem não escondeu a alegria foi Vilaine Lúcia, que há 28 anos mora na comunidade e sempre acompanha ansiosamente a preparação para a data. Ela espera que a iluminação seja um fator de socialização e disse que todos estavam ansiosos pela conclusão do projeto. “Hoje você pode ver esta praça cheia e, com a iluminação de Natal, vai encher muito mais. A iluminação de Natal aqui na Serra é muito importante para a nossa comunidade. As crianças ficaram muito animadas e felizes, porque gostam muito das festas de final de ano. Esta árvore está sendo maravilhosa para a gente e vai trazer muitas alegrias”, comentou.

Tifanny Raielly Lúcio Souza, de 11 anos, filha de Vilaine, aguardou ansiosa os segundos finais da contagem regressiva: “Eu nunca tinha vindo aqui antes ver a iluminação de Natal. Estou muito feliz e quero voltar para brincar com meus amigos”, afirmou a menina, que recebeu o governador Fernando Pimentel e a presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Carolina Pimentel, na chegada ao evento.

O engenheiro Kelsen Dias disse que recebeu a demanda “de presentear a cidade em todos os cantos” e as equipes da companhia foram acionadas para mobilizar as comunidades que apontaram quais locais de mais destaque para a instalação.

Já a tradicional iluminação da Praça da Liberdade homenageia os 120 anos de Belo Horizonte e a decoração foi escolhida por meio de concurso com participantes de todo o estado. O projeto vencedor foi proposto pela arquiteta Carolina Quadros, de Divinópolis, e apresentado à população no dia 6. Foram utilizadas 350 mil microlâmpadas de LED e em torno de 1,5 mil metros de mangueira luminosa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade