Publicidade

Estado de Minas BH 120

Previsão de chuva cancela distribuição dos cupcakes de aniversário de BH

Prefeitura chegou a anunciar que 20 mil cupcakes seriam distribuídos. No entanto, foi encomendado um bolo de 80cm x 70cm para segurar as velinhas no Parabéns


postado em 12/12/2017 06:00 / atualizado em 12/12/2017 07:59

Sem os 20 mil cupcakes prometidos para a festa, o bolo com formato da Igrejinha da Pampulha será servido no Restaurante Popular (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Sem os 20 mil cupcakes prometidos para a festa, o bolo com formato da Igrejinha da Pampulha será servido no Restaurante Popular (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Vai ter Parabéns, mas não vai ter bolo. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) chegou a anunciar que 20 mil cupcakes seriam distribuídos para a população durante as comemorações dos 120 anos da capital mineira, porém, a previsão de chuva fez com que uma das melhores partes da festa fosse cancelada. No entanto, a PBH encomendou um bolo inspirado na arquitetura da Igrejinha da Pampulha, de 80cm x 70cm, que deve segurar as velinhas do aniversário no momento do Parabéns, às 19h30, na Praça da Estação, no Centro de BH. O local também será palco de atrações como Skank e Bala da Palavra convida BNegão e Pereira da Viola.

A cidade projetada nasceu em 12 de dezembro de 1897 do antigo Arraial do Curral Del-Rei e deu espaço para a sexta capital mais populosa do país, com seus 2,5 milhões de habitantes, segundo os dados tabulados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar de não ter bolo para todos os belo-horizontinos, a capital ganhou uma programação plural para todas as idades e classes sociais durante os 12 dias de festa. Segundo a PBH, os bolinhos que seriam distribuídos à população tiveram a sua produção cancelada devido às “condições climáticas” previstas para o momento da entrega.

Os 250 pedaços da Igrejinha da Pampulha serão ofertados amanhã no Restaurante Popular da Lagoinha. O mercado da Lagoinha também prepara, por meio do programa Pão Escola, um bolo que será distribuído no Mercado Central, na Região Centro-Sul. A produção do doce inspirado na arquitetura da Igrejinha da Pampulha ficou a cargo de Renato Lobato, chef de cozinha e professor de gastronomia.

Durante o processo, ele contou com o auxílio de 10 alunos. Segundo chef, o trabalho foi desafiador: Fazer a arquitetura de Oscar Niemeyer, tão multiforme e imaginativa, foi o nosso maior desafio. Depois de cortar o bolo no formato do monumento, tivemos que reproduzir Portinari. Não é fácil não”, comentou. O chef contou que o bolo é recheado de creme de manteiga de chocolate e pesa cerca de 75kg. A água da lagoa, feita de glacê real com geleia de brilho azul, foi um dos toques finais para compor o patrimônio da humanidade. Para finalizar, ele provoca: “Vou colocar um jacaré.”


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade