Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros se concentram na busca pelo corpo do menino Thiago

Criança foi arrastada pela lama que vazou no rompimento de duas barragens em Bento Ribeiro


postado em 09/11/2015 12:22 / atualizado em 10/11/2015 12:20

(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press - 07/11/2015 / Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 06/11/2015)
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press - 07/11/2015 / Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 06/11/2015)

Bombeiros continuam as buscas em Bento Rodrigues. O foco agora é na casa onde morava o menino Thiago Damasceno, de 7 anos. Os pais do menino foram chamados pelos bombeiros para ajudar a localizar a casa onde a criança morava com a avó. Bombeiros já conseguiram encontrar um troféu que os pais identificaram ser do menino.

No sábado, a mãe de Thiago, Geovanna Rodrigues, de 28 anos, que trabalha em Arcos, foi informada, extraoficialmente pela secretária municipal de Educação de Mariana, Elisabeth Costa, que a criança estava morta. Depois, o prefeito da cidade, Duarte Júnior, disse que enquanto não houver corpo, nenhuma morte seria confirmada. Geovanna se desesperou e disse que, para ela, a vida havia acabado. Thiago era seu único filho.

A reportagem do em.com.br tentou falar com o pai do menino, que acompanhava as buscas do alto de uma montanha, mas, muito triste, ele preferiu não conversar. A chuva pode prejudicar o trabalho dos bombeiros.

"A possibilidade de encontrar pessoas vivas é remota, mas os bombeiros têm sempre que acreditar. Há espaços vitais isolados, como dentro de armários, debaixo de Lajes que podem oferecer possibilidade de sobrevida", afirma o capitão Rafael Consendey, que comanda a operação e manutenção Bento Rodrigues.

A partir de agora, bombeiros estão contando com a ajuda de líderes comunitários e moradores de Bento Rodrigues para identificar a localização de residências e comércio no distrito para facilitar a identificação dos desaparecidos. Também está sendo autorizada a entrada de moradores, acompanhados de policiais, para buscar pertences e documentos.

Vídeo mostra os bombeiros nos trabalhos de busca

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade