Publicidade

Estado de Minas

Manifestantes cobram responsabilização da Samarco por rompimento de barragens

Protesto é para exigir transparência na apuração do rompimento das duas barragens da mineradora Samarco, que destruiu o distrito de Bento Rodrigues


postado em 09/11/2015 11:44 / atualizado em 10/11/2015 12:21

(foto: Valquíria Lopes/EM/DA Press)
(foto: Valquíria Lopes/EM/DA Press)

Cerca de 50 pessoas, entre estudantes da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), e metalúrgicos do Sindicato Metabase, que fazem um protesto agora no Centro de Mariana, cobrando justiça, responsabilização da Samarco e transparência na emissão de licenças ambientais, pois, de acordo com os manifestantes, desde 2013 a mineradora operava a barragem de maneira irregular. O estudante de psicologia da Ufop, Eduardo Mogmon, 22 anos, disse que o movimento é “para que Mariana não se cale”.

Os manifestantes também pedem que o Ministério Público seja firme na apuração do acidente. Eles saíram da Praça Minas Gerais, seguiram para o Fórum Armando Pinto Monteiro e passaram em frente ao Centro de Convenções, onde estão concentrados os esforços de apoio às vítimas. O grupo segue caminhando pelo Centro da cidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade