Publicidade

Estado de Minas

Governo de Minas aposta em sobretaxa para reduzir consumo de água

Medida pode ser adotada no estado, caso os consumidores não mudem os hábitos diante da crise hídrica


postado em 03/03/2015 12:23 / atualizado em 03/03/2015 12:34

O governador Fernando Pimentel (PT) voltou a afirmar nesta terça-feira que o racionamento de água pode acontecer caso não haja redução do consumo. Pimentel acrescentou que a sobretaxa é o instrumento mais eficaz para incentivar a economia de água.

"Se não mudarmos o hábito de consumo para economizarmos água, se não aumentar a captação, ou seja, se não chover, e mantida a capacidade atual de reservação, nós vamos ter que racionar daqui a três ou quatro meses. A primeira etapa agora é uma sobretaxa para quem gastar acima da média do ano passado. Isso que nós estamos discutindo com a agência reguladora e eu acredito que nós vamos ter esse instrumento. É um instrumento importante, que vai incentivar o consumidor a se manter dentro da média ou abaixo dela", disse o governador.

A afirmação de Pimentel foi feita durante o lançamento do Pacto de Minas Pelas Águas, iniciativa da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) para incentivar a redução no uso dos recursos hídricos em Minas.


Publicidade