Publicidade

Estado de Minas

Salão de festas interditado pelo Corpo de Bombeiros volta a funcionar um dia depois

Yupii! foi um dos dois estabelecimentos que foram lacrados no primeiro dia da operação pente-fino promovida na capital para fiscalizar estabelecimentos que recebem grande número de pessoas


postado em 02/02/2013 20:08 / atualizado em 03/02/2013 11:32

(foto: Alexandre Carneiro/EM/D.A.Press)
(foto: Alexandre Carneiro/EM/D.A.Press)


Uma das duas casas de eventos interditadas em Belo Horizonte no primeiro dia de fiscalização por parte do Corpo de Bombeiros e Prefeitura voltou a funcionar neste sábado, um dia após ter as portas lacradas. Trata-se do salão de festas Yupii!, no Bairro Belvedere, Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

As proprietárias do salão Fernanda Nogueira e Aléssia Nogueira, e a gerente da casa, Carmen Lima, garantiram ter conseguido sanar as irregularidades a tempo de manter parte da programação do local, que já estava alugado para uma festa infantil neste sábado. "Os problemas eram simples e nós conseguimos solucioná-los rapidamente", disse Fernanda. Ela destacou que alguns eventos foram adiados para outras datas.

Segundo as proprietárias, os Bombeiros constataram que um dos extintores estava com lacre rompido, que algumas luminárias de emergência estavam descarregadas e que a sinalização da indicação de saída de emergência era insuficiente. Além disso, o gerador de energia estava localizado dentro do imóvel, o que comprometia a segurança do local.

(foto: Reprodução / www.yupii.com.br)
(foto: Reprodução / www.yupii.com.br)
As empresárias disseram ter sido possível, ainda na sexta-feira, solucionar todos os problemas. A casa só poderia voltar a funcionar após nova vistoria, o que, segundo as proprietárias, ocorreu na manhã deste sábado, com a consequente retirada dos lacres colocados pelo Corpo de Bombeiros. No entanto, comunicado divulgado no site do salão Yupii informava, na noite deste sábado, que a casa ainda aguardava nova vistoria.

A reportagem contatou a assessoria dos Bombeiros e da prefeitura, no entanto, ambos os órgão disseram que só poderão dar informações sobre as vistorias na próxima segunda-feira.

A ação de fiscalização das condições de segurança em boates e casas noturnas da capital , com foco principalmente no sistema de prevenção e combate de incêndio e pânico, teve início nessa sexta-feira. Dos primeiros dez locais visitados, dois foram interditados (Up e.music, na Savassi, e salão Yupii!, no Belvedere), seis notificados, um não foi vistoriado devido à ausência de responsáveis e apenas dois tinham plenas condições de funcionanamento (Chalezinho, no Buritis, e Barra Bear, na Pampulha).

A expectativa é que até a noite deste domingo sejam vistoriados 39 estabelecimentos da capital que recebem grande número de frequentadores. O objetivo da prefeitura é fiscalizar todas as boates e casas noturnas da cidade, cujo número total não foi divulgado, até a próxima sexta-feira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade