Publicidade

Estado de Minas

Estudante sofre tentativa de estupro dentro da Fumec

Jovem foi abordada dentro do banheiro da instituição por suspeito. Homem também seria aluno da universidade


postado em 03/11/2011 22:10 / atualizado em 04/11/2011 08:19

Estudantes postaram fotos da movimentação dos policiais no campus da Fumec(foto: Reprodução/Twitter/Pedro Villalobos)
Estudantes postaram fotos da movimentação dos policiais no campus da Fumec (foto: Reprodução/Twitter/Pedro Villalobos)

Uma estudante sofreu uma tentativa de estupro na noite desta quinta-feira dentro da Universidade Fumec, no Bairro Cruzeiro, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Segundo Pedro Villalobos, aluno da faculdade, o crime ocorreu dentro de um dos banheiros localizados no subsolo do prédio da Faculdade de Ciências Empresariais (Face), pouco antes do intervalo das aulas. A jovem foi salva por estudantes que ouviram seus gritos.

"Parece que ele (o agressor) já estava dentro do banheiro, na hora do intervalo. Ele a agarrou por trás quando ela lavava as mãos e tapou a boca dela", conta Pedro, que é colega da vítima.

Aluna agredida sofreu um corte no supercílio ao lutar com agressor(foto: Marcos Vieira/D.A.Press)
Aluna agredida sofreu um corte no supercílio ao lutar com agressor (foto: Marcos Vieira/D.A.Press)
"Segundo o estudante, alunos de uma sala em frente ao banheiro ouviram grito e barulho e invadiram o local. "Se não tivessem agido rápido, o caso poderia ter sido muito mais grave", avalia Pedro. A vítima, que tem 28 anos e é aluna do curso de Marketing, sofreu um corte no supercílio, uma lesão na nuca e teve cabelos arrancados pelo agressor. Ela dispensou atendimento médico.

"Falaram (alunos do campus) que ele (o agressor) também é aluno da Fumec, do curso de Administração, e chama Leonardo", destaca o estudante. Segundo ele, o rapaz foi levado pelos alunos, orientados pelos corrdenadores de curso, para uma sala isolada. Ele permaneceu lá, sob escolta dos seguranças, até a chegada da Polícia Militar.

A PM confirmou que o agressor é aluno da instituição e tem 19 anos. Um colega de sala dele contou à reportagem que ele é muito introspectivo e dá indícios de que sofre de algum distúrbio psicológico.

Por meio do Twitter, alunos da faculdade demonstravam indignação pelo ocorrido. Pedro Villalobos chegou a postar um vídeo (veja abaixo) que mostra o momento em que o agressor é conduzido pelos policiais militares até uma das várias viaturas do 22º Batalhão da PM que estavam parados na porta da faculdade. Os universitários demonstravam vontade de linchar o agressor, o que foi impedido, num primeiro momento, pelos funcionários da faculdade e, depois, pelos policiais militares.

O agressor e a vítima foram levados para a delegacia. De lá, a jovem seria encaminhada para o Instituto Médico-Legal para ser submetida a exame de corpo de delito. Em entrevista ao Estado de Minas, a jovem agredida relatou que nunca tinha visto o agressor dentro do campus. Ela acredita que ele entrou no banheiro esperando atacar a primeira menina que entrasse.

Em nota, a Fumec informou que tomou todas as providências cabíveis e prestou assistência à aluna. Segundo a universidade, o caso foi encaminhado para a polícia para apuração e resolução dos fatos. A Fumec afirma ainda que, internamente, adotará as medidas necessárias.

Na portaria do campus, o repórter foi impedido de entrar e nenhum responsável pela faculdade quis se pronunciar. (Com informações de Landercy Hemerson)

Um vídeo postado no Youtube mostra o momento em que o agressor deixa o campus acompanhado por policiais do 22º Batalhão da Polícia Militar:


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade