Publicidade

Estado de Minas

Ministros de Dilma lamentam morte de ex-vice-presidente


postado em 29/03/2011 18:29

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, manifestou nesta terça-feira seu pesar pela morte do ex-vice-presidente José Alencar. Alencar, segundo Lobão, "foi um grande brasileiro, um cidadão íntegro e uma pessoa humana admirável". O ministro destacou ainda que, como vice-presidente, Alencar "ajudou o ex-presidente Lula a realizar as grandes transformações que marcaram a vida do país nesta década e deu seguidos exemplos de correção, lealdade e elevado espírito público. Nos últimos anos, conquistou o coração de todos os brasileiros com a sua luta obstinada pela vida, para que pudesse continuar servindo ao Brasil".

O ministro do Esporte, Orlando Silva, também divulgou nota em que lamenta a morte de José Alencar, afirmando que ele "foi um exemplo de coragem e otimismo para todos os brasileiros". "Ele foi um guerreiro que dedicou sua vida à luta por um Brasil mais justo e pela construção de um país menos desigual. Sua força espiritual, traduzida em paixão pela vida, ficarão para sempre em nossa memória", diz a nota do ministro dos Esportes.

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, disse que recebeu com "profundos pesar e consternação" a notícia da morte de Alencar. "Tive o privilégio e a alegria de com ele conviver não apenas no período em que esteve filiado ao meu partido, o Partido da República, mas também nos anos em que servi ao governo do presidente Lula".

Nascimento destacou que Alencar era "simples, honesto, leal, competente, comprometido com as coisas do Brasil, amoroso com seus pares". "Deixará, sem dúvida, muitas saudades e um grande vazio na política brasileira".

O ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota, falou hoje com o filho do ex-presidente José Alencar, Josué Christiano, para oferecer solidariedade à família. Em um fax enviado logo depois, Patriota se diz "consternado com a notícia do falecimento", e pede a Josué que transmita a sua família, em especial a dona Mariza, suas condolências e solidariedade. "O nome de José Alencar permanecerá gravado na memória de todos os brasileiros, irmanados na admiração por seu exemplo de humanismo coragem e amor ao Brasil", disse o ministro na nota enviada à família.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, também lamentou a morte do ex-vice-presidente, vítima de câncer e falência de múltiplos órgãos. "É um grande brasileiro que morre, um brasileiro que se dedicou ao país, um grande lutador que deu um grande exemplo a todos os demais brasileiros", afirmou, em nota à imprensa.

Mantega lembrou que Alencar foi um homem simples que conseguiu vencer e se tornou um grande empresário. "Quando já poderia gozar a vida, resolveu ajudar a democracia brasileira, o povo brasileiro, entrando na política e trabalhando no governo Lula", destacou. "Ele engrandeceu o governo, ajudou o governo nas suas realizações e foi um grande companheiro de todas as horas, que vai ser lembrado por todos nós", concluiu a nota.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade