Publicidade

Estado de Minas

Participantes que se esqueceram de frase do Caderno de Questões do Enem terão provas corrigidas

Decisão é da Comissão de Demandas do Inep, que trata 'das situações excepcionais que surgirem durante a realização do exame'


postado em 09/11/2017 14:23 / atualizado em 09/11/2017 14:30

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai corrigir a prova dos participantes que se esqueceram de transcrever a frase do Caderno de Questões para a o Cartão-Resposta do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. A decisão é da Comissão de Demandas do Inep, instituída pela Portaria nº 586, de 6 de julho de 2017, para tratar “das situações excepcionais que surgirem durante a realização do exame, oriundas da própria gestão, dos canais de atendimento ao cidadão e das instituições aplicadoras, não resolvidas em instâncias inferiores”.


Essa flexibilização só foi possível porque os novos mecanismos de segurança do Enem – a prova personalizada, a partir de 2017; e a coleta do dado biométrico, desde 2016 – podem ser combinados para cumprir a função da transcrição da frase. Pode prescindir, por essa razão, a função da transcrição da frase, excepcionalmente em caso de esquecimento por parte do participante, de forma a impedir que outra pessoa faça a prova no lugar de um inscrito. A frase permitia a verificação grafológica, com o objetivo de checar se o autor da redação era realmente a pessoa inscrita. Com o dado biométrico, a Polícia Federal pode checar todas as digitais. Já a prova personalizada impede a troca de Cadernos de Questões.                     


O Inep deixa claro que não está interrompendo a necessidade da transcrição. Todos os participantes devem ficar atentos às orientações na capa do Caderno de Questões e transcrever a frase nesse segundo domingo de aplicação, 12. A decisão pela correção dos participantes que se esqueceram da transcrição é uma decisão extraordinária. Tal medida, em caráter excepcional, visa evitar qualquer tipo de prejuízo ao participante que, por esquecimento, deixou de transcrever a frase.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade