Publicidade

Estado de Minas Saúde

Hipertensão: por que é necessário tomar cuidado com esta doença?

A hipertensão costuma ser silenciosa e pode causar vários problemas quando não é tratada corretamente


15/06/2021 16:39

(foto: Foto de Cottonbro em Pexels)
(foto: Foto de Cottonbro em Pexels)
 
 
No último ano, tem se falado bastante sobre a hipertensão, por ser uma das comorbidades de risco para o coronavírus. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 30% dos brasileiros convivem com a doença no país, sendo que muitos deles nem sabem que têm pressão alta. 

A identificação precoce da doença, assim como o tratamento, pode garantir mais bem-estar, além de diminuir os riscos de mortalidade por causas cardiovasculares. Entenda melhor!

Quais são as principais causas e sintomas da hipertensão?


A hipertensão é representada pela condição em que o indivíduo tem pressão acima de 140x90 mmHg em várias medições e momentos do dia. Ou seja, quem mede a pressão e apresenta uma só vez 150x100, por exemplo, não necessariamente tem a doença. Isso porque existem fatores que podem promover um aumento repentino, como é o caso do estresse. 

Internamente, quando a pressão está acima do normal, significa que o sangue tem dificuldade para circular pelos vasos sanguíneos, fazendo com que o coração tenha que bater mais forte para bombeá-lo por todo o corpo. Esse esforço adicional pode resultar em vários problemas, como insuficiência cardíaca, arritmia, aorta e até infarto. 

A hipertensão pode ter origem primária. Nesse caso, ela é causada por herança genética, falta de exercícios físicos e má alimentação. A doença pode ainda ter um motivo secundário, como problemas cardíacos, uso de medicamentos, mudanças hormonais, doenças renais, etc. 

Além dos perigos que oferece, um dos grandes problemas da pressão alta é que ela costuma ser silenciosa, ou seja, não ter sintomas. No entanto, quando o indivíduo sofre uma variação brusca na pressão, ele pode sentir: enjoos, tonturas, sonolência, alteração na visão, dor de cabeça e até dificuldade para respirar.
 
(foto: Foto de Cottonbro em Pexels)
(foto: Foto de Cottonbro em Pexels)
 

Como é feito o diagnóstico e o tratamento?


O diagnóstico da hipertensão é feito em ambiente clínico por meio de um aparelho específico. Muitas vezes, o médico solicita que o paciente faça várias medições durante o dia, para se certificar que o aumento representa um problema crônico - e não momentâneo. 

Por sua vez, o tratamento é feito de acordo com a causa da pressão alta. Existem vários medicamentos para a hipertensão, sendo que apenas um médico pode indicar a melhor opção para cada paciente. 

Além disso, é indicado mudar o estilo de vida para controlar a pressão, incluindo fazer exercícios e manter uma dieta equilibrada. O sal, por exemplo, é um ingrediente que deve ser evitado nas dietas, pois ajuda a elevar a pressão. 

Para quem é hipertenso também é recomendável ter um aparelho de pressão de pulso. Ele é igual aos usados nos consultórios e hospitais, e é vendido em farmácias de todo o país. Como é possível ver neste Folheto do Carrefour, que tem produtos do mercado e da farmácia da rede, o dispositivo pode ser comprado por qualquer pessoa, sem uma receita médica, por exemplo. Já o medicamento requer o pedido de um médico. 

O Enalapril, por exemplo, é um dos remédios disponíveis em versão genérica na farmácia do Carrefour, do Extra, Pague Menos e outras redes, e que é usado no tratamento de hipertensão renovascular, hipertensão essencial e até insuficiência cardíaca. Dependendo do caso, o médico pode indicar ainda a ingestão de Vitamina D, já que foi provado que ela ajuda a reduzir a pressão.

A pressão alta não é um problema apenas durante a pandemia, mas em qualquer época. Por isso, é algo que exige bastante cuidado. Quem tem suspeita de ter a doença ou tem histórico na vida precisa buscar ajuda para saber se precisa começar um tratamento. 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade