Publicidade

Estado de Minas FORMAÇÃO

Gerdau abre vagas para capacitação de pessoas com deficiência

As inscrições estão abertas até o dia 11 de abril e a iniciativa prevê a geração de 100 vagas para a usina de Ouro Branco ao longo de 2021


05/04/2021 14:50 - atualizado 05/04/2021 14:50

um dos principais programas de entrada na empresa, o Pertencer. Em parceria com o SENAI e o IEL,
um dos principais programas de entrada na empresa, o Pertencer. Em parceria com o SENAI e o IEL,


Tendo a diversidade como um dos pilares na gestão de pessoas, a Gerdau acaba de ampliar, em Minas Gerais, um dos principais programas de entrada na empresa, o Pertencer. Em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), a empresa está com vagas exclusivas para pessoas com deficiência no programa, que prevê a qualificação na área de processos siderúrgicos na usina de Ouro Branco.

Serão formadas em 2021 quatro turmas de até 25 alunos, totalizando 100 vagas. O projeto de formação industrial tem duração de 10 meses, a partir do início do mês de maio, incluindo parte teórica e prática na unidade. Após esse período, há possibilidade de efetivação de 100% dos candidatos, a depender do desempenho alcançado e disponibilidade de vagas.

Os interessados com idade a partir de 18 anos poderão se inscrever até o dia 11 de abril. É necessário ter formação completa no ensino médio e ser residente dos municípios de Ouro Branco, Congonhas ou Conselheiro Lafaiete: https://www.chances.com.br/carreiraielfiemg/programa/programapertencergerdau .

É preciso apresentar ainda laudo médico (CID - Classificação Internacional de Doenças) e ter disponibilidade para treinamento em formato híbrido (presencial e on-line) no período de 8h por dia. Os admitidos, além do salário, transporte e alimentação terão plano de saúde, plano odontológico, plano farmácia, seguro de vida, entre outros.   

De acordo com Carla Fabiana Daniel, líder de diversidade e inclusão na Gerdau, o programa Pertencer vem evoluindo muito alinhado à intenção da empresa de empoderar pessoas que irão moldar o futuro.

"Desenvolvemos com a Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) e o SENAI este projeto de capacitação, reunindo a dinâmica já adotada pela Gerdau no Pertencer, com o objetivo principal de acelerar a inclusão de pessoas com deficiência no nosso quadro de colaboradores na área operacional, por meio da capacitação interna", explica Carla.

A temática da diversidade vem sendo ampliada pela Gerdau nos últimos anos e contempla também as temáticas LGBTI+, de raça e gênero.

Serviço


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade